José Rui Cruz nega violação do estatuto dos eleitos da Assembleia da República

O deputado José Rui Cruz nega estar a violar o estatuto dos eleitos da Assembleia da República. O socialista eleito pelo distrito é um dos oito parlamentares acusados de serem proprietários de mais de dez por cento do capital de empresas que realizam negócios com o Estado, o que é proibido.

De acordo com o Jornal Económico, José Rui Cruz foi até abril de 2016 sócio com 34 por cento do capital da empresa Freitas Cruz, que vendeu produtos alimentares e à GNR e as duas escolas públicas.

Ouvido pela Rádio Jornal do Centro, o socialista desmente a notícia. Diz que os contratos foram assinados antes de ser deputado, funções que só exerceu a partir de abril de 2016.

José Rui Cruz sublinha ainda que está em exclusividade na Assembleia da Republica e que deixou a gerência da empresa que tem com os irmãos, antes de exercer funções como deputado.

São estas as respostas que o deputado do PS eleito por Viseu, José Rui Cruz vai dar esta segunda-feira à Comissão de Ética do Parlamento, isto depois de aparecer na lista de parlamentares sócios de empresas com contratos públicos assinados com o Estado.

Aceda a mais INFORMAÇÃO e CONTEÚDOS EXCLUSIVOS sobre a REGIÃO de VISEU, ASSINE o JORNAL do CENTRO!