Meia centena de participantes em mais uma edição do Rider Caramulo

 

Ao longo de três dias, 16, 17 e 18 de junho, a caravana vai passar por Coimbra, Aveiro e São Pedro do Sul | fotos: Museu do Caramulo

 

Meia centena de motociclistas vão esta sexta-feira para a estrada em mais uma edição do Rider Caramulo. A iniciativa, direcionada para motos clássicas, proporciona aos participantes um percurso pelas estradas do interior do país, com perto de 700 quilómetros. Até domingo, a caravana vai passar por Coimbra, Aveiro e São Pedro do Sul, sendo que o ponto de partida e chegada é no Museu do Caramulo.

No evento desportivo, para além de muitos portugueses, participam, na sua maioria, motociclistas estrangeiros desde espanhóis, ingleses e holandeses. Da responsabilidade do Museu do Caramulo, este “rali” tem ganho ao longo dos anos cada vez mais notoriedade, já que é das poucas, se não a única, a acontecer nestes moldes, quer em Portugal quer em Espanha, como conta o responsável, Tiago Patrício Gouveia. “Esta é uma prova especialmente difícil. Pelos quilómetros que fazemos, pela necessidade de serem motas muito bem preparadas, a nível de potência e velocidade e por ser indicada a participantes que gostem de desfrutar da mota em estrada aberta”, frisou.

Sete anos depois, os participantes chegam de toda a parte e são muitos os modelos históricos que se apresentam no Rider-Caramulo. Pelo evento já chegou a passar uma mota dos anos 20 e tantas outras de 1987, ano máximo para que os veículos possam participar. Para além de motas de marcas exlusivamente espanholas ou alemãs, participam também as velhas conhecidas Ducati, BMW, Honda ou Harley Davidson.

 

gallery wordpress plugin