Mesa redonda da VI Conferência Viseu Económico foi um sucesso

Empreendedorismo, inovação, gestão e internacionalização foram as palavras chave da VI Conferência Viseu Económico. No distrito de Viseu, em 2016 foram identificadas 57 empresas como PME excelência.

João Cotta, Presidente do Conselho Empresarial da Região de Viseu (CERV), reforçou que “em Viseu, como em Portugal, somos um país de PME`s. Mais de 90 por cento das nossas empresas, são pequenas e médias empresas, o que coloca vários desafios como dimensão, qualificação, gestão e inovação”.

Referindo-se ao movimento associativo empresarial do distrito em que existem várias associações empresariais, João Cotta, referiu que é essencial “trabalhar em rede” visto que “o nosso país, a nossa região, não tem dimensão para tantas associações”, sublinhando que se está a “trabalhar em conjunto para que num futuro próximo, tenhamos apenas uma única associação empresarial, eficiente, forte e com capacidade de apoiar de formar mais e caz o tecido empresarial”.

Ana Abrunhosa, Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do (CCDR) Centro, revelou o investimento das verbas do Portugal 2020 projetos empresariais da região Centro. “Estão já aprovados 9679 projetos, que correspondem a intenções de investimento de cerca de seis mil milhões de euros e um apoiodo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) de mais de três mil milhões de euros”, enfatizou Ana Abrunhosa.

A presidente da CCDR Centro, lembrou que as verbas do Portugal 2020, assentam em apoios que tenham como base a “inovação produtiva, a competitividade, a questão o design, o marketing, a certificação, da propriedade intelectual” assim como “apoios à qualificação” e “aos mercados internacionais”. No final, afirmou que “o que se procura é apoiar projetos inovadores, diferenciadores” sendo que “o objetivo dos fundos comunitários é provocar a mudança”.