No dia da liberdade Maria da Graça Pinto recorda a sua prisão pela PIDE

Neste dia dedicado às comemorações do dia da liberdade acompanhamos Maria da Graça Pinto numa viagem emotiva ao período antes da revolução do 25 de abril de 1974. “Magaça” como também é conhecida pelos amigos, recorda os tempos em que viveu na clandestinidade e foi perseguida pela PIDE .

Esteve presa em Caxias durante nove meses acusada de ter ligações às organizações estudantis do Partido Comunista, como contou à Rádio Jornal do Centro.

Maria da Graça Pinto recorda os momentos de horror vividos na prisão.

O momento da revolução foi vivido com emoção mas com o receios.

Ouça a entrevista a Maria da Graça Pinto que viveu na clandestinidade, foi perseguida e presa pela PIDE na Rádio Jornal do Centro às 15h00 e 22h00

Aceda a mais INFORMAÇÃO e CONTEÚDOS EXCLUSIVOS sobre a REGIÃO de VISEU, ASSINE o JORNAL do CENTRO!