Núcleo arqueológico abre ao público em Lamego

 

A Câmara Municipal de Lamego vai abrir ao público, no dia 21 de julho, o núcleo arqueológico no Bairro do Castelo.
A iniciativa insere-se no projeto de regeneração urbana “Viver Lamego” que a Câmara  começou a desenvolver em 2008 para inverter a desertificação populacional do Bairro do Castelo e aumentar a sua atratividade turística.
No dia 20 de julho vai ser realizada a apresentação pública do espaço “que ilustra a dinâmica de transformação da cidade ao longo de mais de dois mil anos de história”.
O equipamento museológico vai estar aberto ao público de terça a domingo, entre as 10h00 e as 18h00, entrada gratuita.
O espaço dispõe de um interior com um “percurso que permite a leitura das estruturas arqueológicas acompanhada de uma videoprojeção e da exibição de objetos encontrados no local, com destaque para um importante tesouro monetário romano, do séc. IV, bem como de peças de cerâmica, vidro e outros objetos ilustrativos do quotidiano de quem habitou aquele espaço ao longo do tempo”.
A experiência arqueológica complementa-se com um “ecrã interativo que permitirá explorar informação sobre o cemitério e os dados bioantropológicos dos indivíduos nele sepultados”.
“Os vestígios vão proporcionar ao visitante uma “viagem no tempo”, desde do períodos romano ao de suevo-visigodo, quando a cidade foi promovida a sede episcopal, passando pela sua transformação num cemitério abandonado para dar lugar à nova cintura muralhada da cidade”.

 

Fotos: DR