A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Há uma empresa PME Excelência que está na conquista do Espaço

Edição de 26 de abril de 2019
27-04-2019
 

A Omnidea é uma empresa de Viseu que está a conquistar o espaço. A investigação e construção de protótipos na área da propulsão fazem dela uma das melhores na Europa. É também uma das empresas distinguidas pelo IAPMEI com o prémio PME Excelência.

Tem pouco mais de 15 anos mas é pioneira na engenharia aeroespacial. Com sede em Viseu, a empresa Omnidea já conquistou a Europa e o espaço também é seu.

Precisa de um satélite para, por exemplo, monitorizar quantas viaturas entram e saem de um espaço comercial ou como se desenvolve o crescimento de um campo de milho? Pois bem, a empresa disponibiliza a tecnologia para que seja possível o satélite ser lançado para o espaço. Faz também parte do consórcio que está a desenvolver o programa de iniciativa portuguesa juntamente com a Agência Espacial Europeia (em inglês, European Space Agency - ESA) para o fabrico de foguetões.

“Desenvolvemos investigação, competências e capacidade tecnológica”, explica Tiago Pardal, presidente executivo da Omnidea que dois anos depois de estar na ESA decidiu, juntamente com um sócio, abrir a empresa que atua “num mercado emergente”.

“Há mais satélites privados em órbita do que propriamente institucionais. Portanto, é um negócio com futuro”, diz sorrindo, frisando que os maiores clientes são operadoras de telecomunicações mas “há de tudo no novo espaço”.

E Portugal tem muito para dar nesta área aeroespacial. Sobre o programa em que a empresa está envolvida e que lidera, Tiago Pardal explica que o objetivo é o da construção “de um veículo suborbital”, ou seja o foguetão que estamos habituados a ver depois do lançamento e que vai em direção ao infinito. “O lançamento de um satélite precisa de muito oceano e estamos a desenvolver tudo para os microlançadores serem enviados a partir da futura base da ilha de Santa Maria, nos Açores”, conta.

A Omnidea, com 40 trabalhadores, vinte dos quais em Portugal, ainda é recente no mercado mas já se está a expandir para a Europa onde adquiriu outras empresas da mesma área no Reino Unido e na Alemanha, estando também já no mercado grego.

A sede está em Viseu, uma cidade com a qual Tiago Pardal tem ligações familiares e que diz ter várias vantagens ao nível da qualidade de vida. Mas, começa a tornar-se “estreita” para a área de atuação da empresa ao ainda estar aquém dos centros tecnológicos da Europa.

A empresa recebeu este ano o selo de PME Excelência entregue pelo IAPMEI, juntando-se a 62 outras do distrito de Viseu que também foram distinguidas. “É um reconhecimento e algo que motiva a equipa”, sublinha o presidente executivo.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT