A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Basalto lança terceiro álbum em "casa"

Edição de 1 de novembro de 2019
01-11-2019
 

Há cerca de cinco anos António Baptista (guitarra), Nuno Mendonça (baixo) e João Lugatte (bateria) decidiram criar o projeto Basalto que explora sonoridades nas correntes stoner e doom metal, que advém do género musical heavy metal. A ideia de se reunirem surgiu após o retorno de João Lugatte a Viseu, depois de ter estado fora do país durante algum tempo, e tiveram a oportunidade de “dar uns toques e ver o que saía”, como diz António Baptista. Depois disso, “foi indo devagarinho”.

O primeiro álbum “Basalto” foi lançado exatamente no primeiro concerto da banda, durante o ano que estiveram em ensaios. “É um CD que tem essa característica. É autónomo, foi todo feito por nós... digamos que nunca tivemos aquele retorno ao vivo do que as pessoas estavam a sentir. É algo muito nosso, muito único”, explica o guitarrista.

“Doença”, editado em 2018, já permitiu que o trio viseense tivesse outra perceção, isto é, o que podiam “melhorar e como agradar ao público. “Não é que isso interfira nas nossas decisões em termos de som, mas já tínhamos outro background daquilo que podíamos fazer”, justifica António Baptista.

Segundo o porta-voz da banda, os processos de gravação têm sido quase os mesmos, mas nota-se uma boa evolução porque são os três músicos que gravam tudo. Ainda assim, aquilo que mais varia é a composição. “Este álbum [Odor] foi quase todo composto só e exclusivamente na sala de ensaio. Às vezes as pessoas têm ideia que isso é o normal porque, hoje em dia, muitas vezes já se leva esqueletos de músicas para as salas de ensaio e, depois, dá-se um toque final. Neste CD todos os riffs foram criados na sala de ensaio e têm essa característica”, elucida o guitarrista. Este ano (2019) a banda dedicou-se mais à produção do novo álbum do que a percorrer o país com a sua música. No entanto, marcaram presença em festivais com alguma projeção como o Hard Metal Fest (Mangualde) ou o Vagos Metal Fest. Para o próximo ano já têm agendados con - certos no país e em Espanha. “Parece que está a haver uma maior recetividade. Vamos devagarinho, mas vamos andando”, comenta António Baptista.

O novo álbum “Odor” é apresentado hoje, pelas 22h00, na Associação Cultural Fora do Rebanho, em Quintela de Orgens, o espaço que descrevem como “a nossa casa”.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT