A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Académico: é preciso fazer por merecer para derrotar o Feirense

Edição de 23 de agosto de 2019
24-08-2019
 

Se o resultado da primeira jornada sorriu para as duas equipas, o da segunda foi mais simpática para o Académico de Viseu. O Feirense iniciou a temporada com uma vitória caseira diante do Vilafranquense (2-0) e o Académico sobre o Penafiel (0-2). Já na semana passada, os fogaceiros saíram derrotados do terreno do Cova da Piedade (2-1) e os academistas não conseguiram ir além do empate frente à Académica de Coimbra.

Rui Borges pareceu satisfeito com o empate no dérbi das beiras da última jornada (0-0), apesar de querer “lutar sempre pela vitória” e de “ser ambicioso”. “Apesar de achar que a vitória nos seria justa, ganhámos um ponto. Vamos lutar pelos três pontos de domingo a domingo. Sou muito ambicioso e vou lutar por ganhar todos os jogos”, disse, no final do encontro.

Mas se Rui Borges, treinador da equipa de Viseu, não ficou satisfeito e ambiciona mais, Filipe Martins, treinador do conjunto de Santa Maria da Feira, não se fica atrás.

O clube centenário procura este ano o regresso à Primeira Liga, depois de tês épocas consecutivas no convívio dos grandes e, por isso, ficou desgostoso pela forma como perdeu o último duelo, acima de tudo por acreditar que foi superior e que merecia outro desfecho. Pretende catalisar essa 'revolta' num mote positivo para o embate com os beirões. "Em termos de campeonato, o objetivo é claro: a subida de divisão. O Feirense é um clube de I Liga e os nossos objetivos têm de estar sempre muito altos", disse, em declarações reproduzidas nos meios oficiais do clube.

Plantel dos fogaceiros recheado de jogadores que conhecem bem o distrito

Da equipa do Feirense fazem parte Ícaro Silva (ex-Tondela), que já tinha representado em 2013/14 e, ainda, entre 2015 e 2017. Também o lateral esquerdo Ruca, que na última época representou o Mafra, passou pelo Tondela na temporada 2016/17 e pelo emblema beirão foi emprestado ao Alki Oroklini (Chipre) na segunda metade da época 2017/18.

Já o avançado internacional ganês, N’Sor, deu nas vistas nas últimas duas épocas em que alinhou pelo Académico de Viseu e, por isso, foi chamado para reforçar o ataque do despromovido do escalão principal, por quem até já apontou um golo.

Feirense sempre mais forte

Nos encontros mais recentes, o conjunto de Santa Maria da Feira bateu sempre o de Viseu. Na temporada 2014/15, venceu os dois encontros (0-1 e 3-0) e em 2015/16, época em que ascendeu à Primeira Liga, os fogaceiros voltaram a vencer os academistas (2-0 e 0-5).

Foi a terceira eliminatória da Taça de Portugal que juntou, a última vez, as duas equipas no Estádio do Fontelo. Depois do nulo no tempo regulamentar, o Feirense voltou a levou a melhor em grandes penalidades (3-4).

Mais opções para Rui Borges

Depois das paragens de Diogo Santos e João Mário por lesão, o técnico do Académico de Viseu já contou com os dois jogadores nos treinos de preparação para o encontro frente ao Feirense. Também Fernando Ferreira, que saiu lesionado frente à Académica (81’), está de volta aos treinos.

Apenas Luisinho ainda está em recuperação, depois da cirurgia ao maxilar, e ainda é desconhecido o tempo que o avançado estará afastado das quatro linhas.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT