A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Académico tenta vingar derrota em Penafiel

Edição de 9 de agosto de 2019
09-08-2019
 

Depois do pontapé pouco certeiro no arranque da nova época, com o afastamento da Taça da Liga, desta vez o Académico de Viseu vai ter de ser mais forte do que o Penafiel para trazer do norte os três pontos.

Desde que subiu ao segundo escalão do futebol português, nas jornadas inaugurais, o conjunto academista venceu duas, perdeu duas e empatou outras duas. Na época passada arrecadou um empate na Covilhã (0-0); na temporada 2017/18, bateu a Académica de Coimbra (2-1); na época 2016/17 perdeu frente ao Vizela (0-1); em 2015/16 venceu o Farense (1-0); em 2014/15 não foi além do empate em Chaves (1-1) e no ano de estreia (2013/14) saiu derrotado, do próprio reduto, frente ao Moreirense (2-0).

Treinador com “expectativas boas” para a nova época

É com “expectativas boas” que o Académico de Viseu parte para mais uma época, a sétima consecutiva, na Segunda Liga. Rui Borges, técnico dos academistas, quer uma equipa ambiciosa, sobretudo depois da manutenção sofrida da última temporada. “As expectativas são boas. É tentar fazer um bom campeonato, melhor do que o do ano passado e não tanto sofrível”, revelou ao Jornal do Centro, na altura da apresentação oficial do plantel.

Competitividade é palavra de ordem. “Principalmente em casa, que sejamos fortes e que demonstremos bem o que é o espírito Viriato da cidade”, confessou o técnico que chegou a Viseu a meio da época passada.

“Equipa equilibrada”

Com um plantel reforçado em 10 jogadores, Rui Borges é um técnico “satisfeito” com a “equipa equilibrada” com quem vai contar para esta nova época. “Temos os jogadores que desejávamos para uma época que será bastante competitiva e desgastante.

Vão haver muitas lesões e castigos. Penso que temos uma equipa equilibrada. Precisávamos de um ou outro ajuste na parte final, mas, para já, estou muito feliz com o plantel que tenho para mim”, adiantou.

Plantel confia em Rui Borges

A confiança no trabalho de Rui Borges, que renovou por mais duas temporadas, não é sentida só por parte da direção do clube. Também o plantel acredita no técnico. “É um treinador jovem, mas confiamos e acreditamos nele. Estamos todos focados em cumprir com o que pede”, comentou João Pica, que pela terceira época consecutiva vai vestir a camisola do Académico de Viseu. Para este ano o defesa central pede “mais tranquilidade”. “Temos um grupo bom e jovem, com jogadores que querem mostrar serviço. Acho que vai correr tudo bem”, afirmou.

Em casa, Penafiel foi sempre mais forte

Foram 18 os jogos disputados entre o Académico de Viseu e o Penafiel para a Segunda Liga de futebol.

Enquanto a equipa do norte do distrito arrecadou nove vitórias, a de Viseu conseguiu apenas seis, tendo-se registado três empates. Mas em casa o Penafiel foi sempre mais forte, tendo vencido cinco encontros, enquanto o Académico de Viseu, apenas um, de um total de nove jogos realizados no Estádio Municipal 25 de abril. 





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT