A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Castro Daire imparável, mas de "pés bem assentes na terra"

Edição de 10 de janeiro de 2020
12-01-2020
 

Na jornada 17 do Campeonato de Portugal, o Castro Daire vai jogar fora de portas. A equipa orientada por Vasco Almeida, que ocupa a sétima posição com 23 pontos, tem deslocação ao reduto do quinto classificado com 29 pontos, o Paredes.

O Castro Daire já não conhece o sabor da derrota há 11 jornadas e o objetivo é claro: continuar com a senda de jogos sem perder. Depois de ter vencido em casa a Sanjoanense (2-1), a tarefa pode, no entanto, advinhar-se árdua para o conjunto castrense. Na antevisão ao encontro, Vasco Almeida espera uma “deslocação difícil, das mais difíceis que há neste campeonato e, nomeadamente, neste período”. O técnico justifica-se dizendo que “neste momento, se calhar o Paredes é a equipa num momento de forma maior, com mais qualidade, porque nos últimos cinco jogos foi a equipa que fez mais pontos”.

O técnico assegura que o Paredes “merece muito respeito” pela qualidade que apresenta. Quanto ao Castro Daire garante que se vai preparar de modo a “ter armas suficientes para discutir o jogo”. Vasco Almeida diz que quer que esta seja mais uma jornada em que “consigamos trazer pontos para Castro Daire”. “Era importante para nós porque também é o último jogo da primeira volta ”, sublinha. Castro Daire e Paredes têm encontro marcado para este domingo (12 de janeiro), com o apito inicial a ser dado pelas 15h00.

Oportunidade de ouro para vencer

Depois da derrota caseira com o Pedras Rubras (0-2), o Lusitano de Vildemoinhos quer regressar aos pontos. A turma de Rogério Sousa vai defrontar o último classificado da Série B, o Ginásio Figueirense.

A equipa tem agora uma oportunidade de ouro de somar três pontos e fechar a primeira volta do campeonato na primeira metade da tabela classificativa.

Contudo, apesar de saber que vai enfrentar o lanterna vermelha do campeonato, Rogério Sousa, treinador do Lusitano, assume que a equipa está “à espera de dificuldades”.

“Sabemos que o nosso adversário não está num bom lugar da tabela classificativa, mas nós também não estamos muito bem e, por isso, temos de encarar os jogos com a máxima seriedade, saber que o adversário também tem valias”, afirma o técnico dos trambelos.

Para Rogério Sousa, “os jogos são todos cruciais num campeonato tão competitivo, em que todos os pontos valem muito”. Para conseguir alcançar os três desejados pontos, garante que parte para este encontro “com o máximo cuidado” e com a “ambição de recuperar os três pontos que perdemos no jogo frente ao Pedras Rubras”.

O Lusitano de Vildemoinhos mede forças com o Ginásio Figueirense este domingo, pelas 15h00.





  • 2002 - 2020 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT