A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Futebol feminino: a matemática ainda permite às trambelas sonharem com a subida

Edição de 31 de maio de 2019
31-05-2019
 

O Lusitano de Vildemoinhos vai jogar no domingo, dia 2 de junho, frente ao Braga B. A viagem à cidade dos arcebispos acontece na fase decisiva do campeonato. A equipa B dos bracarenses lidera de forma destacada a classificação da segunda divisão zona norte, mas como se trata de uma equipa secundária não pode subir à Primeira Divisão.

“O Braga B tem uma forma de jogar muito caraterística e percebemos isso no jogo em Vildemoinhos. É uma equipa que ainda não perdeu”, refere o técnico Carlos Sousa. Neste momento, com dois jogos por realizar, seis pontos a disputar, o Lusitano de Vildemoinhos tem menos quatro pontos do que o Cadima, adversário direto na luta pela subida. Contas feitas, o Lusitano tem, obrigatoriamente, de ganhar os dois jogos que tem pela frente, com o Braga B e depois contra o Grijó. Além de ter de fazer seis pontos, o Cadima não pode ganhar nenhum dos dois jogos que vai jogar, quer contra o Grijó, quer contra o Amorim.

A tarefa não parece fácil, mas Carlos Sousa diz que, enquanto for possível, o Lusitano tentará tudo para subir de divisão. “Nós sabemos o que nos limitou numa determinada fase do campeonato e tudo o que fizemos foi com os pés assentes na terra. Temos jogadoras que nos dão garantias para o futuro, mas tivemos lesões que descaracterizaram a nossa equipa. O que importa é definir o futuro o mais rapidamente possível. Somos a equipa mais jovem a disputar o campeonato, a par do Braga”, assinala.

Até ao momento, o Lusitano venceu quatro jogos, empatou um e perdeu três, somando 13 pontos. Pelo meio, as trambelas foram eliminadas pelo Sporting na Taça de Portugal. Caso não atinja o objetivo da subida de divisão, Carlos Sousa refere que há aspetos a analisar e melhorar para que, no próximo ano, haja um desempenho superior. “Era fundamental termos o campo da Quinta da Cruz disponível para treinarmos, mas também criar novos escalões na formação para captarmos atletas do nosso distrito, por exemplo”, adianta. Acrescenta que a estrutura do futebol feminino do Lusitano de Vildemoinhos tem de sofrer uma reformulação.

Entretanto, ainda na atualidade do clube trambelo, a equipa feminina de juniores perdeu o acesso à final da competição com uma derrota frente ao Braga por uma bola a zero.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT