A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Quatro clubes de Viseu na Taça de Portugal

Edição de 6 de setembro de 2019
06-09-2019
 

O Lusitano de Vildemoinhos vai jogar em casa no primeiro jogo da Taça de Portugal, este domingo (8 de setembro), e pela frente tem o emblema de Ançã (Catanhede), que atualmente disputa a Divisão de Honra de Coimbra.

Entre os dois clubes há registo de quatro confrontos, dois em cada terreno. A jogar no seu reduto, o Lusitano levou de vencida o Ançã nos dois encontros, com o placar final a registar 6-1 e 4-0. Nos dois jogos a jogar na condição de forasteiro, o emblema da região não foi além de um empate a zeros e de uma derrota por 2-0.

É notória a supremacia da formação de Vildemoinhos a jogar na condição de visitado, sendo que registou duas vitórias e 10 golos marcados, contra apenas um tento sofrido.

Um fator que pode condicionar o jogo é o facto do Ançã ainda não estar a competir oficialmente nesta época, visto que o campeonato da Divisão de Honra ainda não arrancou, podendo a equipa de Cantanhede acusar alguma falta de ritmo competitivo.

Também é de referir que o Lusitano atua numa divisão acima comparativamente ao seu adversário, o que na teoria indica que detém um plantel com mais qualidade, ou seja, com mais recursos para poder carimbar o passaporte para a próxima fase.

Castro Daire com arranque difícil frente ao Espinho

A equipa às ordens do técnico Vasco Almeida não está a ter o arranque desejado no Campeonato de Portugal. Até ao momento, ainda não conseguir somar nenhum ponto e ocupa a penúltima posição da tabela classificativa.

Do outro lado vai ter o Espinho que em três partidas regista duas vitórias e uma derrota, estando em quinto lugar do campeonato a apenas três pontos do líder.

O Castro Daire vai querer dar um rumo diferente ao arranque desta época, tentando a vitória a jogar fora de portas, mas avizinha-se uma tarefa árdua para o emblema castrense. Pela frente tem o vencedor da Série B do Campeonato de Portugal da época transata. É evidente também a superioridade da equipa da casa, que conta com 169 encontros disputados na Taça de Portugal, face a apenas três jogados pelo Castro Daire.

Ferreira de Aves/Águeda

A formação da região de Viseu vai jogar a primeira eliminatória da Taça de Portugal fora de portas com uma deslocação a Águeda, para defrontar a equipa local.

O clube da casa joga atualmente na Série C do Campeonato de Portugal e até ao momento soma uma vitória, um empate e uma derrota, ocupando assim o 9º lugar da tabela classificativa.

O emblema beirão atua na Divisão De Honra da Associação de Futebol de Viseu(AFV), que ainda não arrancou com a competição. À semelhança do Ançã (adversário do Lusitano), isto pode fazer com que o Ferreira de Aves apresente alguma falta de ritmo, o que é uma desvantagem face ao adversário que joga na divisão acima e já disputa partidas oficiais.

Os dois conjuntos já se defrontaram por duas vezes, havendo registo de uma vitória para cada equipa. A jogar no seu reduto, a formação beirã derrotou o Águeda por 3-1, enquanto que a jogar fora de portas saiu derrotada por 4-1.

Mortágua defronta o Anadia

O conjunto da região de Viseu vai arrancar a competição com um jogo no seu terreno frente a um velho conhecido. Esta já não é a primeira vez que as duas formações se encontram.

Com menos um jogo que a maioria dos seus adversários, o Anadia ocupa o primeiro lugar da Série C do Campeonato de Portugal, registando até ao momento duas vitórias. Numa forma totalmente diferente surge o Mortágua, que este ano vai disputar novamente a Divisão de Honra da AFV, depois de na época passada ter ficado em segundo lugar.

Os dois emblemas já jogaram entre si 24 partidas, havendo uma superiorização clara do Anadia, que soma 14 vitórias, contra apenas quatro do Mortágua. Os outros seis encontros terminaram com a igualdade no marcador.

Novamente, a falta de ritmo de jogo e a divisão em que o adversário atua podem ser dois fatores preponderantes no momento de determinar quem vence e avança na competição e este é um panorama nada favorável à formação do Mortágua.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT