A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Tondela sem descolar dos lugares de despromoção

Edição de 22 de março de 2019
23-03-2019
 

Os protestos dos adeptos da equipa de Tondela durante o último jogo realizado no Estádio João Cardoso não foram nada simpáticos e o descontentamento pelas últimas exibições foi marcante. Os lenços brancos foram mostrados pela primeira vez num jogo em casa. Ouviram-se frases pouco simpáticas para com o treinador: “Ó Pepa vai-te embora!”. A equipa também não foi poupada. Alguns dos adeptos mais irritados com a exibição não foram de modas e dirigiram também alguns impropérios: “Joguem à bola seus nabos” ou “não jogam uma m…”, foram algumas das expressões ouvidas.

A “Febre Amarela”, claque oficial do clube, ainda assim, aplaudiu timidamente a equipa no final do jogo após terem conseguido arrancar um empate no último minuto frente ao último classificado da prova, o Feirense.

Sobre a reação negativa de alguns adeptos, o treinador do Tondela, questionado na conferência de imprensa, no final do jogo, limitou-se a dizer, “não vi, nem ouvi. Estou focado na equipa e nos jogadores, mas reajo com naturalidade, porque no futebol a vida de treinador é isto. Portanto, nem dá tempo sequer para pensar nisso. Dá para pensar no grupo de trabalho, na estratégia, no treino, no dia-a-dia, tudo o resto, nem me merece comentários”, sustentou.

Certo, é que a vida de Pepa, para os próximos jogos não se avizinha nada fácil. O próximo adversário do Tondela é o líder da prova, o Benfica, com jogo agendado para a Luz no próximo dia 30 de março às 20h30.

Na época passada, por esta altura, estava em 11º lugar

A oito jornadas do final da prova, o Tondela continua abaixo da linha de água em 16º lugar com 25 pontos.

Por esta altura, na última época (2017/2018), o Tondela encontrava-se numa posição bem mais confortável, no 11º lugar da prova com 29 pontos. Estatísticas à parte, a época do Tondela é, na opinião do comentador do Jornal do Centro, Bérito Esteves, “negativa”, até porque “o Tondela começou muito bem o campeonato e perspetivava-se uma época mais tranquila, desde que chegou à Primeira Liga, há quatro épocas”. “Neste momento, está na zona de descida porque perdeu pontos com o Feirense que era um adversário a quem estava obrigado a ganhar. Assim não dá. Tenho a certeza que nenhum dirigente e adepto esteja contente”, frisa. A estranheza de Bérito Esteves ainda é maior porque, como explica, a equipa em relação ao ano passado não mexeu muito, “não está melhor, nem pior, perder partidas onde a vitória é obrigatória é a sentença de morte”.

Quanto ao futuro de Pepa, Bérito assume que o técnico “deve ficar porque já deu muito ao clube, tem feito um trabalho exemplar e se há pessoa capaz de tirar o Tondela desta situação, é ele”, refere.

A mesma opinião tem Jorge Febras, outro comentador do Jornal do Centro. “Nos momentos mais difíceis, foi ele quem salvou o clube. Se nessa fase esteve à altura, penso que é o homem certo no lugar certo. As pessoas gostam de criticar à mínima coisa mas isso só piora tudo. Nem tentam perceber”, diz. Sobre o que falta da temporada, está otimista porque “o Tondela possui toda a experiência necessária para se manter” na Primeira Liga.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT