A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Viseu 2001 pede apoio dos adeptos para fugir à descida

05-04-2019
 

“Apoiem-nos porque faltam três jogos para o fim do campeonato”. É desta forma que o Viseu 2001 convoca os adeptos para um sprint final rumo à manutenção na principal divisão de futsal. O caminho dos viseenses até começou a dar nas vistas mas o clube passou quase meia volta do campeonato sem ganhar: em 16 partidas, ganhou só uma.

O mês de outubro prometeu uma viagem tranquila mas depressa os maus resultados chegaram e a turma de Paulo Fernandes está agora em “situação aflita”. Contas feitas, o Viseu 2001 só tem um ponto de vantagem para a linha de água que neste momento é ocupada pelo Unidos Pinheirense e Rio Ave.

Nestas três jornadas, o clube disputa duas delas em Viseu e isso pode ser fator decisivo. Para o jogo deste domingo, com início às 17h00, o Viseu 2001 encontra o Rio Ave, último classificado que vem de uma importante vitória. Também os viseenses ganharam na última ronda. No jogo em Vila do Conde, na primeira volta, houve um empate a quatro golos o que quer dizer que, quem vencer o jogo este fim de semana ganha também vantagem no confronto direto e pode beneficiar desse fator numa eventual igualdade de pontos no final do campeonato.

Nos restantes jogos que envolvem rivais diretos do Viseu 2001, o Unidos Pinheirense joga frente ao Futsal Azeméis que ainda sonha com o apuramento para o playoff de campeão que pode significar encontrar ou Benfica ou Sporting. De resto é apenas este clube que o Viseu 2001, em termos oficiais, elege como rival direto na luta pela permanência no principal escalão do futsal nacional. No comunicado que fez chegar aos adeptos, o clube apela à presença em massa para que o Pavilhão Cidade de Viseu esteja cheio no apoio à equipa. O Viseu 2001 destaca que, depois do jogo deste fim de semana, viaja até ao pavilhão do Sporting para, de novo, jogar em Viseu em vésperas da Páscoa.

Segunda Divisão: ABC de Nelas critica as arbitragens

Rui Almeida, treinador do ABC de Nelas, disse ao Jornal do Centro que o grande objetivo da época dos nelenses já está alcançado: chegar à fase de subida de divisão. “Todos querem subir, nós e os outros. Estamos dentro do lote das melhores equipas”, referiu. Para o jogo deste fim de semana frente ao Candoso estão previstas dificuldades. O jogo é no pavilhão do líder, que leva quatro pontos de vantagem para os nelenses.

O treinador do ABC de Nelas assume que neste percurso tem sentido algumas “anormalidades” numa clara alusão às arbitragens nos jogos da equipa do distrito de Viseu. “Em três partidas temos três jogadores expulsos, um deles agarrou na bola que estava em cima da mesa e levou amarelo. Vamos tentar ser ainda mais normais, dando o nosso melhor e tentar a subida de divisão. Causa-me alguma estranheza que tudo isto pareça normal”, reforça.

Casa do Benfica e Pedreles lutam pela salvação em dérbi regional

Literalmente noutro campeonato estão Casa do Benfica de Viseu e Pedreles. Os dois conjuntos do distrito de Viseu lutam para não descer. As contas são simples: a série onde estão inseridas as equipas, neste caso a C, tem oito equipas. Dessas oito, três descem diretamente, pode descer outra, caso seja a quinta pior classificada e quatro salvam-se à partida. Todas as equipas entraram com metade dos pontos obtidos. Por esta altura, o Pedreles soma oito pontos, a Casa do Benfica, tem zero.

Para o jogo deste fim de semana, um dérbi, o Pedreles recebe a Casa do Benfica de Viseu. A equipa de Mangualde está a cinco pontos dos lugares que permitem a manutenção. Já os encarnados estão praticamente condenados à descida de divisão.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT