A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Viseu 2001: "Viseu tem tudo para se orgulhar da nossa equipa"

Edição de 28 de dezembro de 2018
29-12-2018
 

Chegado o fim do ano é altura de fazer balanços. À frente do Viseu 2001 há três épocas, Paulo Fernandes certamente não vai esquecer este último ano.

“O balanço é positivo. Conquistámos o principal objetivo [subida à Primeira Divisão]. Foi um ano de ouro. Conseguimos vários títulos na formação e ser campeões nacionais, que foi a cereja no topo do bolo”, lembra o treinador.

Há sete jogos sem ganhar, o Viseu 2001 ocupa neste momento o 11º lugar da tabela.

“Conseguimos ganhar com prestações sólidas a equipas mais fortes e claudicámos perante equipas que à partida seriam mais acessíveis”, explica o técnico.

Período mais cinzento

De janeiro a dezembro o técnico destaca como “período mais cinzento” a incerteza em continuar depois de tudo o que tinha sido alcançado. “A grande incerteza se iria haver futsal no Viseu 2001” é o momento mais negativo que Paulo Fernandes destaca deste ano.

Clique que fez disparar a ambição

Foi o jogo no Pavilhão Multiusos frente ao Benfica. “Não começámos muito bem a época. No primeiro jogo conseguimos um empate em casa e no segundo uma derrota pesada. Mas, a excelente exibição da equipa contra um colosso do desporto em geral e do futsal em particular [Benfica], fez disparar a ambição e despertar os atletas para a realidade do seu valor”, conta Paulo Fernandes.

No próximo ano…

Para a segunda volta, a atenção vai ser redobrada. O conhecimento dos adversários já é outro. “Já jogámos, já sabemos o que errámos, portanto a atenção a todos os pormenores do jogo é redobrada”, explica o treinador.

O desejo para 2019 é o de “uma segunda volta, se não poder ser melhor, que seja ao mesmo nível da primeira. Se assim for, dificilmente não ficamos junto dos grandes”, não duvida Paulo Fernandes.

No primeiro mês do ano, a equipa vai entrar na competição da Taça de Portugal, “uma prova em que queremos ir o mais longe possível”. O treinador mostra-se confiante para o encontro frente à Quinta dos Lombos, em Viseu. “Permite-nos sonhar com a possibilidade de atingir a próxima eliminatória”.

Maior dificuldade

“Fazer acreditar os atletas que têm qualidade para continuar na Primeira Divisão”, é esta a maior dificuldade apontada pelo técnico, acrescentando que o lugar que a equipa ocupa neste momento é motivo de orgulho. “Qual é o clube do interior que não sentiria orgulho em, pela primeira vez nesta liga, conseguir pôr um atleta na Seleção Nacional, e ter uma performance que nesta altura os lugares reservados à descida de divisão já estão ocupados? Esta equipa, com todas as dificuldades que tem tido, continua a lutar diariamente para chegar ao fim de semana e honrar Viseu e os viseenses. Viseu tem tudo para se orgulhar da equipa que tem”.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT