A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

MUV: "A Câmara de Viseu forneceu a tempo e horas os percursos e os horários"

Edição de 5 de abril de 2019
 

Entrevista a João Paulo Gouveia

Programa completo


05-04-2019
 

Em entrevista ao Jornal do Centro, João Paulo Gouveia, vereador para a Mobilidade na Câmara Municipal, reagiu aos contratempos do primeiro dia de entrada em vigor do novo plano de Mobilidade Urbana de Viseu.

O primeiro dia de MUV trouxe alguns constrangimentos, mas o mais marcante foi ter havido um acidente. Nas reações a esse acidente, destacou-se a do presidente do Sindicato dos Transportes Rodoviários e Urbanos que se referiu a atritos entre os próprios motoristas. Como é que reage a tudo isto?

Não tenho de comentar opiniões. Os acidentes ocorrem nas cidades e não é isso que marca o arranque do MUV. O que se destaca no MUV é uma estratégia global e que, de alguma maneira, vem melhorar a vida dos viseenses. Esse é que é o ponto.

Se o acidente ocorreu devido a atritos dos próprios condutores dos autocarros alegadamente por não conhecerem a tempo e horas os seus horários, isso não o preocupa?

Sim, mas essa uma questão que não tem de colocar à autarquia. Tem de a colocar à empresa concessionária.

A autarquia forneceu todas as informações que dizem respeito a horários e percursos a tempo horas à empresa que gere o MUV?

Sim, claro que sim.

Pergunto-lhe isto porque, a dois ou três dias de o MUV entrar em vigor, havia motoristas que se dirigiram para os passageiros e diziam que eles próprios não conheciam bem, nem horários, nem percursos...

Mais uma vez essa é uma questão interna, que está relacionada com a formação que a empresa dá aos seus funcionários. É natural que no primeiro dia possa haver alguns enganos e que se irão verificar nos próximos dias. E, claro, que este plano precisa de ajustamentos que a autarquia está a fazer. Há horários que têm de ser melhorados, sobretudo inícios e fins de linhas.

Apesar de todas as evoluções, surgiram críticas. Foram dores de parto deste novo plano?

Nós somos todos adversos à mudança e precisamos de experimentar. Estamos disponíveis para mudar algum detalhe desde que seja para melhorar a qualidade de vida das pessoas. Há um site dedicado ao MUV e vai ser disponibilizada em papel toda a informação para as pessoas.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT