A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

De Angola para Viseu para tirar uma licenciatura

Edição de 16 de agosto de 2019
18-08-2019
 

Mariza João tem 23 anos e há um ano decidiu deixar Angola e vir para Portugal em busca de novos desafios e outras culturas diferentes das do seu país. Escolheu Portugal por falar a mesma língua e Viseu por ser a melhor cidade para se viver.

Esta é a primeira vez que está fora do seu país de origem. Em Angola, trabalhava e estudava, e em Viseu a situação não é diferente, embora admita que a mudança não foi nada fácil. Atualmente, estuda na Escola Superior de Educação de Viseu (ESEV), onde está a fazer uma licenciatura em Comunicação Social e trabalha em simultâneo num restaurante.

A jovem trabalhadora-estudante confessa que já se sentiu discriminada em Portugal. “Houve pessoas que me disseram que devia era voltar para o meu país. Aqui não precisam de pretos. Não sei se foi por ser emigrante ou negra…”, revela.

Apesar da discriminação que sentiu reconhece que o que mais gosta em Portugal é da maneira como os direitos das crianças são salvaguardados e as pessoas têm o privilégio de se formarem. Por outro lado, o que menos gosta é da atitude de várias pessoas que por acharem que é uma jovem emigrante que se encontra sozinha num país distante criticam a decisão que tomou.

Desde que emigrou ainda não voltou a Angola. “Sinto mais falta das pessoas, da alegria que o meu povo carrega independente das circunstâncias, do convívio da família, da solidariedade e do calor humano”, admite. Para matar as saudades que sente, a jovem conta que assiste a programas angolanos, vê vídeos no Youtube ou os que a família e amigos partilham nas redes sociais, assim como também recorre às videochamadas.

Mariza conclui, dizendo que deseja regressar ao seu país.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT