A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Do Brasil para Viseu, para evangelizar a população

Edição de 31 de maio de 2019
02-06-2019
 

O brasileiro Pablo Farias Peixoto chegou a Portugal há dois anos. Natural do Rio de Janeiro, este engenheiro civil de formação instalou-se logo em Viseu. Mudou de país “para fazer missões, evangelizar e dar apoio às igrejas cristãs reformadas”.

Pablo já passou por várias cidades, mas só de passagem. Viseu é agora a sua casa e da mulher. “A mudança foi tranquila, devido aos membros da Primeira Igreja Evangélica Baptista que nos acolheram e auxiliaram em todo o processo de adaptação. A primeira impressão é muito parecida com a opinião que tenho agora, a cidade é sem dúvida o melhor lugar para se viver”, diz.

Os membros da igreja que frequenta ajudaram-no na integração a adaptação à nova realidade, mas este brasileiro não esconde que já sentiu o “preconceito” na pele. Confessa que o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi o serviço onde se sentiu mais “marginalizado por ser estrangeiro”. “Infelizmente tive meus piores momentos ali”, conta. Em Viseu, Pablo já não trabalha na área da construção civil. Dedica todo o seu tempo “a servir a comunidade, participando de projetos sociais, apoiando em trabalhos como lares da terceira idade, creches e trabalhos religiosos”.

O que mais gosta na cidade é a “segurança”. O que não aprecia é “a lei ‘vale o que vale’” em que “cada pessoa interpreta [as coisas] de uma maneira”. “Realizar ações simples de cunho burocrático torna-se em tarefa quase impossível e não se segue nenhum padrão, se não a boa vontade da pessoa que está a atender-nos”, refere.

Este imigrante já visitou o Brasil uma vez desde que de lá saiu. Quer continuar a viajar para o país natal, mas apenas para férias e rever os seus familiares. É em Portugal que quer ficar.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT