A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Italiano veio por três meses para Viseu e acabou por ficar

Edição de 1 de fevereiro de 2019
03-02-2019
 

Mattia Barone está há apenas meio ano em Viseu, mas já se apaixonou pela cidade de Viriato. Natural de Nápoles, em Itália, veio para a capital da Beira Alta para fazer um estágio de três meses, ao abrigo do programa Erasmus e acabou por ficar.

Cozinheiro de formação, trabalha no restaurante na zona histórica que o acolheu durante o período de estágio. Mattia garante que foi “muito bem acolhido”. “Gosto muito da comida e da cultura do país”, adianta, este jovem de 21 anos, acrescentando que de negativo nada tem a apontar a Portugal e à região das beiras que lhe enchem o apetite e os olhos.

Este italiano diz ser fã da cozinha portuguesa, que, sublinha, “é diferente pelos ingredientes” utilizados, mas não esconde que não gosta da forma como os portugueses comem massa.

“Em Portugal come-se tudo num único prato. Em Itália, são servidos vários pratos de entrada. O primeiro é de uma massa, com qualquer coisa ou um risotto. Depois, o segundo prato, que pode ser de carne ou peixe, é acompanhado de legumes, salada, ou outro tipo de acompanhamento”, indica.

Quanto à língua portuguesa, Mattia considera que foi muito fácil de aprender, ainda que admita que no início foi difícil entender as pessoas que falam muito depressa.

Para já, este napolitano quer ficar por Viseu e no espaço de restauração onde trabalha para aprender o máximo sobre a culinária portuguesa. “A seguir ainda não sei, mas se conseguir talvez vá para outro país para aprender mais sobre a cultura e comida de lá. Se um dia me cansar de viajar, o que acho difícil, volto para Itália”, conclui.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT