A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Hérnia do hiato - saber distinguir e tratar

Edição de 28 de dezembro de 2018
01-01-2019
 

Qual a diferença entre a Hérnia do Hiato e uma hérnia abdominal?

Uma hérnia, em sentido genérico, é qualquer deslocamento de uma víscera ou parte dela através de um orifício natural, congénito ou adquirido. No caso das hérnias da parede abdominal, as mais frequentes, o orifício ou a fraqueza estão localizados na parede muscular do abdómen. Na Hérnia do Hiato, o esófago abdominal e a parte superior do estômago deslizam através de um orifício natural do músculo Diafragma – que separa o tórax do abdómen – o chamado Hiato Diafragmático, que é atravessado pelo esófago no seu trajeto para o abdómen.

O que causa o aparecimento da Hérnia do Hiato?

Acredita-se serem várias as causas possíveis para o aparecimento da Hérnia do Hiato. É, portanto, uma causa multifatorial. Seguramente a hérnia do hiato é adquirida por alterações anatómicas que cursam com uma distensão ou flacidez (fraqueza) das estruturas anatómicas, os ligamentos fasciais entre o esófago e o diafragma. Estes ligamentos mantêm o esófago na sua posição natural à sua passagem através do hiato diafragmático. Com o avançar da idade, especialmente a partir dos 50 anos, existe uma propensão para esta hérnia ocorrer, assim como nos obesos, nas pessoas obstipadas, mas também durante a gravidez.

De que forma se manifesta?

A maioria são pequenas hérnias detetadas em Endoscopia e são assintomáticas. Quanto maior a hérnia, maior a probabilidade de dar sintomas. O deslizamento do esófago abdominal e da parte superior do estômago que ocorre na hérnia do hiato, atenua, compromete, ou até faz desaparecer uma barreira funcional, denominada esfíncter esofágico inferior, que impede o conteúdo ou a secreção gástrica de ascender ao esófago, o chamado refluxo gastroesofágico. A sintomatologia é dominada pelo ref luxo, com azia, regurgitação do conteúdo alimentar ou tosse irritativa. Pode, muito raramente, ocorrer pequena hemorragia oculta ou o encarceramento da hérnia.

Que tratamentos existem para a hérnia do hiato?

As hérnias assintomáticas, pequenas ou detetadas incidentalmente não necessitam de tratamento. Os objetivos do tratamento são o alívio sintomático e a prevenção de complicações. Para além do tratamento cirúrgico que é um tratamento a longo prazo ou até mesmo definitivo, o tratamento médico é, no fundo, o tratamento do ref luxo gastroesofágico. Inclui medidas dietéticas e de estilo de vida, como a evicção do tabaco, a perda de peso e medidas que diminuam a pressão intra-abdominal. A nível farmacológico, são prescritos medicamentos que promovem o esvaziamento gástrico e os que inibem ou bloqueiam a secreção ácida do estômago.

Em que consiste o procedimento de cirurgia?

O tratamento cirúrgico, quando indicado, visa reparar as alterações anatómicas no hiato esofágico, repondo a funcionalidade do esfíncter esofágico inferior e impedindo, deste modo, o refluxo gastroesofágico. A cirurgia minimamente invasiva é hoje a abordagem de eleição para o tratamento cirúrgico da hérnia do hiato.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT