A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Vai ser operado? Cinco coisas que deve ter em conta

Edição de 12 de julho de 2019
13-07-2019
 

Uma cirurgia é um evento marcante na vida de qualquer pessoa. Seja pela ansiedade do desconhecido ou pela incerteza do outcome, ser submetido a uma cirurgia é algo importante que carece de atenção especial e de uma preparação atempada. Eis a lista das 5 coisas que deve acautelar antes de uma cirurgia para contribuir para o sucesso da mesma:

1. DEIXAR DE FUMAR (ou diminuir, o número de cigarros que fuma por dia).

As pessoas que fumam antes de uma cirurgia têm um risco muito aumentado de desenvolver infeções da ferida operatória ou enfarte cardíaco (que pode levar à morte) quando comparados com não-fumadores. O tabaco diminui os níveis de oxigénio que circulam no sangue e dificultam a fluidez da circulação sanguínea. O ideal será abster-se de fumar cerca de 2 ou 3 semanas antes da cirurgia, mas qualquer tempo prévio de paragem é benéfico: abster-se de fumar 12 a 24 horas antes já produz uma melhoria da oxigenação do sangue e diminuição dos níveis de monóxido de carbono. Todos os cigarros contam: não fume antes da cirurgia.

2. IR À CONSULTA PRÉ-ANESTÉSICA

Uma consulta de avaliação pré-anestésica tem como objetivo maximizar a segurança e o conforto antes, durante e após a cirurgia. É o local ideal para se conhecer o doente, para estratificar o risco de complicações, avaliar qual a técnica anestésica mais adequada e quais as alternativas, quais os riscos e benefícios, para que o doente tenha todo o tempo de expor ao médico anestesiologista as suas perguntas, dúvidas e anseios. Nessa consulta, o doente receberá instruções quanto à medicação que deverá suspender ou iniciar antes da cirurgia e informações relativas aos tempos de jejum antes da operação.

3. MANTER O JEJUM ACONSELHADO (para alimentos sólidos e líquidos)

O jejum antes de uma cirurgia visa evitar que, com a perda de reflexos de tosse induzida pela anestesia geral, haja uma passagem de alimentos e conteúdo gástrico para a árvore respiratória (e consequente risco de complicações pulmonares graves). Para diminuir este risco é aconselhado que antes de qualquer cirurgia eletiva se respeite um intervalo mínimo de 6 horas para alimentos sólidos e 2 horas para líquidos claros (como água ou sumos sem polpa, como o sumo de maçã ou o chá gelado).

4. MANTER HIGIENE PESSOAL E TOMAR BANHO PRÉVIO (com esponja de clorhexidina)

Zelar por uma higiene pessoal cuidada antes da cirurgia é dos mais elementares e fundamentais gestos individuais que contribuem para diminuir o risco de infeção cirúrgica. Segundo recomendações da OMS deverão ser realizados, pelo menos, 2 banhos antes da cirurgia: um na véspera antes de se deitar e outro no dia da intervenção, usando esponjas de sabão antisséptico com clorhexidina.

5. AUMENTAR A ACTIVIDADE FÍSICA

Um dos mitos associados à preparação para uma cirurgia é o de que se deve repousar e ficar inativo dias antes para “ganhar forças”. Bem pelo contrário: todos os doentes que pratiquem desporto ou actividade física devem manter esse hábito e quem não o faz deve iniciar, sempre que possível, algum tipo de actividade física regular previamente à cirurgia (como por exemplo, caminhar 30 minutos seguidos por dia). Esta atividade física regular contribui para melhorar o aporte sanguíneo aos tecidos e para tonificar a estrutura muscular. Associado à prática de exercício físico é também aconselhada alguma moderação em termos de hábitos alcoólicos e regime alimentar, devendo-se ingerir comida saudável e rica em proteínas - como por exemplo carne e peixe - e vegetais.

Ajude a melhorar o sucesso da sua cirurgia: porque o sucesso do resultado passa pelo sucesso da sua preparação.

Vítor Pinho Oliveira, coordenador de anestesiologia do Hospital CUF Viseu





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT