A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Aguiar da Beira: rejeitada proposta para encerramento de escolas

25-05-2019
 

A Câmara de Aguiar da Beira recusou a proposta para o encerramento de praticamente todas as as escolas primárias e jardins de infância do concelho, ficando apenas a EB1 e o Jardim de Infância da sede do concelho, como proposto pela DGEST – Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares para o próximo ano letivo.

A autarquia, juntamente com o Agrupamento de escolas Padre José Augusto da Fonseca, Conselho de Municipal de Educação, não concordaram com esta proposta. Foi assim apresentada uma série de argumentos que contrapõe o plano da DGESTE. Entre os quais o aumento do número de crianças em relação ao ano escolar passado, assim como as obras de requalificação e melhoria das escolas feitas pela autarquia entre os anos de 2014 e 2017, no valor de 340 mil euros.

A falta de capacidade da EB1 e do Jardim de Infância para acolher todas as crianças do concelho é também outros dos argumentos contra o fecho de algumas das escolas, como explica Joaquim Bonifácio, presidente da Câmara Municipal de Aguiar da Beira. “Trazê-las [as crianças] para a vila era impossível, é que a escola de Aguiar já não comporta mais, só tem quatro salas e todas elas estão cheias. O Jardim de Infância tem três salas e estão todas ocupadas”, explica.

O autarca lembra ainda de que há necessidade de garantir o transporte escolar e que a DGESTE não o poderia fazer. “Temos os transportes e as refeições asseguradas de forma gratuita, graças aos nossos parceiros, como as juntas de freguesia e instituições de solidariedade social. E neste momento, a DGESTE tinha de ter solução para estas crianças e não tem”, remata Joaquim Bonifácio.

O chumbo da proposta da DGESTE para o encerramento de algumas das escolas de Aguiar da Beira foi confirmado numa reunião da CIM Dão Lafões a 2 de maio em Coimbra.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT