A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Carregal do Sal: Fundação apela à memória e à partilha de histórias sobre Aristides de Sousa Mendes

Edição de 21 de setembro de 2018
21-09-2018
 

A Fundação Aristides de Sousa Mendes (FASM) lançou um projeto de recuperação de memórias e provas documentais sobre o papel do cônsul Aristides de Sousa Mendes no auxílio aos judeus durante a Segunda Guerra Mundial. Em cooperação com a autarquia local e com o Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa e da Faculdade de Ciências Sociais e Humanidades (IHC-NOVA FCSH), este fim de semana decorre uma iniciativa que visa conhecer, divulgar e mapear o património, as histórias e memórias relacionadas com a vida de Aristides de Sousa Mendes.

Nos dias 22 e 23 de setembro, a Fundação apela a uma visita à Casa do Passal, em Cabanas de Viriato, e uma passagem pela Junta de Freguesia para partilharem as suas histórias, memórias, objetos, documentos, fotografias, etc., relacionadas com a Casa do Passal, a família Sousa Mendes e as suas memórias de vida e, desta forma, uma vez que tudo será devidamente registado, contribuir para o enriquecimento do centro de documentação da Fundação Aristides de Sousa Mendes.

O trabalho de tratamento da documentação vai ser orientado por oito investigadores do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa.

Segundo Paulo Albernaz, membro do Conselho de Administração da FASM, esta iniciativa “visa reunir o maior número de testemunhos que possam contribuir para o acervo patrimonial e de memórias relacionadas com a figura de Aristides de Sousa Mendes, através das pessoas de Cabanas de Viriato e zonas limítrofes que tiveram alguma proximidade com o antigo cônsul de Bordéus”.

As informações, explica, “podem incluir histórias pitorescas, ou outros acontecimentos que nunca foram revelados e, por isso, desconhecidos da opinião pública em geral e que podem ajudar a enriquecer os conteúdos do futuro Espaço Museológico da Casa do Passal e que depois ficam disponíveis para consulta para quem quiser revisitar estas memórias, que no fundo fazem parte da História”.

Paulo Albernaz adiantou que esta iniciativa surge no âmbito de diversas ações de preparação para a abertura da Casa do Passal, no momento em que se vai iniciar a 2ª fase da sua reconstrução e que inclui o interior e os espaços exteriores.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT