A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Descargas ilegais de queijaria para a ribeira de Cabriz

Edição de 19 de abril de 2019
21-04-2019
 

Os inspetores da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) detetaram descargas poluentes de efluentes no Parque Industrial da Gândara com origem numa queijaria e que estarão a contaminar a ribeira de Cabriz e o Rio Dão. A situação foi reportada aos serviços de natureza da GNR que elaborou recentemente “autos de notícia” à empresa poluente por rejeição de efluentes sem título de utilização de Recursos Hídricos, e que a empresa foi aconselhada a criar uma bacia de contenção no cais de descarga de leite, com vista ao encaminhamento de eventuais derrames de leite para a ETAR de Cabriz.

A denúncia da existência de um eventual foco de poluição foi feita por moradores locais e pelo Núcleo Concelhio do Bloco de Esquerda de Carregal do Sal e chegou ao conhecimento da APA a 28 de janeiro. Os técnicos que foram averiguar a situação disseram que quando chegaram ao local notava-se um “cheiro intenso a soro e produtos lácteos” que corriam na direção do curso de água da Ribeira de Cabriz que, por sua vez, desagua no Rio Dão, próximo de Papízios, no lugar da “Praia Fluvial do Mercudo”, uma zona muito procurada por veraneantes.

Após a inspeção efetuada ao local, os inspetores, acompanhados por técnicos do Município, confirmaram a existência de “indícios de rejeição de efluentes contaminantes para o sistema público de águas pluviais”. Verificaram ainda uma pequena rutura de uma caixa de interceção do sistema de águas residuais.

Segundo a APA, o Município de Carregal do Sal “assumiu o compromisso de executar a reparação daquela rutura no mais curto espaço de tempo possível”.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT