A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Mangualde mais alerta para fogos

Edição de 3 de agosto de 2018
08-08-2018
 

Com as temperaturas a subir, a preocupação aumenta relativamente à possibilidade de ocorrência de incêndios florestais, num concelho que, há dez meses, viu a sua mancha florestal ser devastada pelas chamas. Para a época de incêndios deste ano, o presidente da Câmara de Mangualde acredita que o concelho está melhor preparado para combater as chamas, caso seja necessário. João Azevedo explica que a “salvaguarda do território” tem sido, desde há muitos anos, uma prioridade. Seis freguesias do concelho mangualdense já contam com unidades locais de proteção civil (ULPC).

O objetivo passa por reforçar a prevenção de incêndios florestais e outras catástrofes. Para além do kit de primeira intervenção, a ULPC conta com diversos equipamentos como tratores, cisternas, máquinas de rasto e outras máquinas “que possam contribuir para as acções de proteção civil”.

“Nesta altura temos mais de 40 voluntários disponíveis para entrar em ações de primeira intervenção”, realça o autarca, acrescentando que “todos os anos temos grandes problemas com os incêndios e, por isso, estamos a fazer o melhor que está ao nosso alcance”. João Azevedo refere que tem sido feita muita limpeza de terrenos no concelho mas “ainda há muito para limpar”. O presidente da Câmara realça também a manutenção de diversos caminhos rurais, no concelho, para permitir melhores acessos dos agentes de protecção civil durante o combate às chamas.

O autarca mangualdense sublinha a importância da envolvência de todas as entidades locais, regionais e nacionais para um melhor “ataque” ao flagelo dos incêndios. Desde o dia 4 de junho que o quartel da GNR de Mangualde está a servir de base logística, até 15 de outubro, a 21 militares que integram o GIPS destinado ao distrito de Viseu. “Estes elementos da GNR garantem um serviço importantíssimo para a região e para as pessoas”, realça João Azevedo.

Freguesia de Mangualde com iniciativas

Também a União de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta está a desenvolver o projeto “Freguesia Amiga da Natureza” inserido no programa de Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas. Nas últimas semanas a iniciativa contou com a participação de cinco jovens voluntários que percorreram as 21 localidades das freguesias com ações de sensibilização da população. No terreno está já a segunda iniciativa “Freguesia em Alerta” que decorre até 17 de agosto e tem como objetivo identificar o início dos processos de ignição dos incêndios. Durante este período, os jovens fazem vigilância móvel, a pé ou em bicicleta.

Segue-se a inventariação de áreas necessitadas de limpeza e a última fase é dedicada a atividades de reflorestação. No total, os quatro projetos, que decorrem até outubro, envolvem 20 jovens do concelho de Mangualde. 





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT