A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Moimenta da Beira: Regadio para os pomares só faz sentido com duas barragens

Edição de 7 de dezembro de 2018
12-12-2018
 

O concurso para a construção da barragem de Boavista, em Moimenta da Beira, deverá ser lançado até ao final deste ano, aguarda o presidente do município. José Eduardo Ferreira espera ainda que no projeto conste também a barragem da Nave. “Uma sem a outra não regam os pomares de Moimenta da Beira”, sublinha o autarca.

O Governo vai atribuir 6,35 milhões de euros a 59 projetos de regadio que abrangem uma área superior a 1.800 hectares e 32 concelhos do norte e centro, verba destinada à realização de obras.

No distrito de Viseu, o sistema hidroagrícola de Moimenta é o único projeto que consta deste programa nacional com um investimento de 20 milhões de euros. O autarca explica que agora tem de esperar que o concurso seja aberto e que envolve a construção das duas barragens. “Quando o programa foi anunciado pelo governo, a da Nave não seguiu o mesmo percurso da Boavista porque o estudo prévio estava dependente de um aspeto técnico, mas conto que fique tudo englobado porque uma sem a outra não faz sentido”, refere.

Só depois do concurso é que a obra entra no terreno. José Eduardo Ferreira espera que em 2022 isso já seja uma realidade.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT