A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Atrasos na ETAR de Vilar Seco

Edição de 14 de junho de 2019
14-06-2019
 

A nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Vilar Seco, no concelho de Nelas, arrancou em outubro de 2018, mas depois esteve parada quase meio ano para ser retomada há cerca de uma semana. Só agora é que se retomaram os trabalhos destinados a ultimar a construção dos acessos ao local onde irá ficar situada a nova infraestrutura.

Apesar dos constrangimentos e condicionalismos iniciais, “esta obra representa uma forte aposta da autarquia de Nelas na área do ambiente que se traduz num instrumento estratégico para assegurar a sustentabilidade do nosso território”, sublinhou o presidente da Câmara Municipal de Nelas. Apesar de reconhecer o atraso na construção de várias ETAR’s no concelho de Nelas, Borges da Silva admite também que esta “gigantesca obra com fins ambientais” depende muito do apoio financeiro com recurso a fundos comunitários. Esta obra é uma das sete ETAR’s que o município quer construir e que tem um investimento superior a cinco milhões de euros.

O autarca de Nelas garante que este dinheiro “não é para enfeitar rotundas, nem, sequer, para fazer passeios, nem para fazer infraestruturas desportivas, que também são bastante necessárias, porém o foco deste investimento visa executar e concluir toda a Rede de Saneamento Básico e de Águas Residuais do concelho, que passa também pela construção de uma ETAR na Zona da Ribeirinha, em Canas de Senhorim (nascente), que vai custar 445 mil euros, para retirar os esgotos das caves da Zona da Meia de Leite, em Canas de Senhorim.

Bastante crítico sobre o atraso das obras das ETAR’s do concelho de Nelas foi o vereador do PSD, Joaquim Amaral, que afirmou que para Borges da Silva, “ETAR não rima com planear”. “Todos os prazos de conclusão da empreitada falharam. Todos. Primeiro era para o verão de 2018, depois passou para o final desse ano, posteriormente era para o primeiro trimestre de 2019, mais tarde o segundo trimestre”, frisou.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT