A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Candidatura de 895 mil euros para requalificar estradas de Nelas

Edição de 1 de fevereiro de 2019
02-02-2019
 

A oposição PSD e CDS na Câmara de Nelas opôs-se à candidatura apresentada pela maioria PS ao Fundo de Solidariedade da União Europeia com vista à realização de obras em vários troços de estrada do concelho que foram afetados pelos incêndios de outubro de 2017, num investimento total de 895 mil euros.

Manuel Marques, vereador do CDS, disse que não se opõe à realização de intervenções no município, mas alerta para uma eventual “ilegalidade da obtenção de fundos europeus”. “Não conheço um centímetro de estrada que tenha sido destruída ou afetada pelos fogos, a não ser alguma sinalética, e foi muito pouca”, referiu.

Também Joaquim Amaral, vereador do PSD, decidiu chumbar esta candidatura ao Fundo de Solidariedade Europeu, “principalmente [por estar] contra a forma, as incertezas, as ambiguidades e as ausências” do projeto.

Em causa, segundo o social-democrata, “estão os documentos tardiamente disponibilizados e a ausência de respostas às questões e dúvidas colocadas”, criticando ainda “a forma despudorada de maioria arrogante, profundamente desrespeitadora do direito de oposição”.

O presidente da Câmara, Borges da Silva, disse em reunião do executivo estar confiante na aprovação desta candidatura ao mecanismo europeu criado para apoiar Portugal após a tragédia dos incêndios de 2017. “O executivo está esperançoso que tenha, no primeiro semestre do ano, em termos rodoviários e em termos de concretização de obras, mais alguns quilómetros de estrada municipal melhorada”, referiu o autarca.

Zonas críticas

Numa resposta à oposição, Borges da Silva reconheceu, no que toca à rede viária no concelho, a existência de “uma zona crítica nos Valinhos”, onde está projetada uma intervenção de modo a aumentar a segurança rodoviária na Estrada Nacional 234.

A esta requalificação do troço da via desde Nelas até ao cruzamento de acesso à Urgeiriça e a Canas de Senhorim, o autarca acrescentou uma outra, em termos de prioridade, que “é a requalificação da “Variante de Nelas” que apesar de ser uma estrada recente, concluída em 2001, precisa de um arranjo, nomeadamente no que toca ao tapete que precisa de ser mudado por se encontrar “em péssimas condições para a circulação rodoviária devido à elevada quantidade de tráfego”





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT