A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Nelas: Concurso público contestado

Edição de 11 de janeiro de 2019
12-01-2019
 

A abertura de um concurso público por parte da Câmara Municipal de Nelas para a contratualização de um técnico superior na área da Contabilidade e Finanças está gerar uma nova controvérsia entre a oposição e o presidente Borges da Silva.

Segundo o vereador do PSD da Câmara Municipal de Nelas, Joaquim Amaral, esta decisão “é um exemplo paradigmático de gestão danosa pela sua absoluta desnecessidade”.

O vereador social-democrata entende que a abertura deste concurso “não faz qualquer sentido”.

Isto porque para a oposição - PSD e CDS/PP - a autarquia já tinha como responsável da área financeira “uma técnica superior competentíssima, qualificada, experiente, conhecedora e respeitada no exercício das funções que desempenhava externa e internamente, exercendo o cargo em diversos executivos, constituídos por diversas forças políticas”.

Segundo os vereadores, o atual presidente da Câmara decidiu de forma unilateral exonerá-la de funções, “um tique característico do seu “modus operandi” para quem de si discorde, tenha opinião própria, ou se recuse a fazer o que pretende. O vereador social-democrata denunciou ainda que o presidente do júri do concurso  “é precisamente o dono de uma empresa de consultadoria financeira - a Motriz - com inúmeras avenças deste executivo”.

Segundo Joaquim Amaral, o executivo “poderia, depois da impetuosa e recriminável decisão de exonerar a anterior responsável financeira, ter optado por uma outra solução interna, uma vez que dispõe, nos seus quadros, de funcionários com formação académica específica na área.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT