A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

O. Frades: Falta de saneamento e mau estado das estradas alvo de críticas

Edição de 15 de março de 2019
17-03-2019
 

José Pedro Almeida, o novo vereador do PSD na Câmara de Oliveira de Frades, que está a substituir Paulo Antunes que pediu a suspensão de mandato por seis meses, estreou-se nas reuniões do executivo com dois pedidos ao executivo liderado por Paulo Ferreira (Nós Cidadãos).

Naquela que foi a primeira intervenção na qualidade de vereador, o social-democrata começou por questionar a maioria se há algum plano para “o melhoramento de estradas”, principalmente nas aldeias, lamentando o estado de degradação das vias municipais.

Apesar de reconhecer que o problema já vem do anterior executivo PSD comandado por Luís Vasconcelos, José Pedro Almeida disse que de lá para cá “não foi feita melhoria nenhuma”. “Antes pelo contrário, depois do incêndio há zonas que ficaram afetadas e onde ainda não foi feito nada”, declarou, dando como exemplo um troço de estrada na Zona Industrial junto às empresas Toscca e Carmo e que é, no seu entender, “um espelho do concelho”, dado o mau estado do caminho. “Acho que as nossas estradas estão a precisar. Em comparação com os concelhos vizinhos, acho que estamos muito atrasados relativamente a eles”, sustentou.

Na resposta, o presidente da autarquia reconheceu que há muito por fazer, faltando, todavia, as verbas para solucionar todos os problemas nas vias de comunicação do concelho. Paulo Ferreira disse que vai “tentar colocar algumas obras em andamento” em matéria de rodovia já este ano, não escondendo que também não gosta de passar em caminhos degradados.

Quanto à estrada no parque empresarial, o autarca explicou que a obra está prevista e foi alvo de uma candidatura que pretende recuperar as infraestruturas municipais que foram devastadas pelas chamas em outubro de 2017. “Estamos a falar de 180 mil euros de candidatura”, salientou, lamentando que as entidades centrais não tivessem ainda dado garantias de que a mesma seja aprovada.

E o saneamento?

Outro dos temas focados na última reunião de Câmara de Oliveira de Frades foi o saneamento básico, tendo o tema sido levantado também pelo vereador do PSD José Pedro Almeida, que quis saber quando é que esta infraestrutura vai chegar às aldeias. “É inadmissível nesta fase, no século em que estamos (XXI), não haver saneamento nas aldeias. Gostava de saber se existe uma data [para esse projeto]”, perguntou.

Com uma taxa de cobertura reduzida, e que cobre apenas a sede do concelho e parcialmente duas freguesias, o presidente da autarquia adiantou que já está no terreno uma empresa a fazer um levantamento das necessidades em todo o concelho. O que é certo é que as obras a realizar vão representar um investimento avultado, no mínimo na ordem dos oito milhões de euros, e que obriga a olhar-se para esta questão “com algum pragmatismo”.

“Este investimento público terá que ser direcionado por fases, a não ser que haja financiamento. Um dos problemas é a ausência de financiamento para estas infraestruturas. As entidades centrais não estão disponíveis para ajudar”, criticou, sem se comprometer com datas para a realizar de obras em matéria de saneamento básico.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT