A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Autarquia de Penalva do Castelo vende azeitona

Edição de 18 de janeiro de 2019
18-01-2019
 

A pensar na necessidade de combater o desperdício, o município penalvense arrematou, em hasta pública, cerca de 50 oliveiras plantadas em terrenos pertencentes à autarquia. O objetivo passa pela apanha da azeitona e devida transformação. Uma iniciativa que foi implementada em 2013, altura em que entrou em funções o executivo liderado pelo Partido Socialista.

O presidente da Câmara Municipal, Francisco Carvalho sublinha que se trata de uma forma de “manter os terrenos públicos melhor apresentados e não dar uma imagem de desmazelo e desperdício”. Ao contrário das arrematações dos anos anteriores, este ano apenas houve um interessado. “As cerca de 50 oliveiras foram arrematadas por pouco mais de 23 euros”, explica o autarca, acrescentando que “é um valor simbólico e nunca foi nosso objetivo fazer negócio com as oliveiras”. O comprador tem agora que proceder á apanha das azeitonas.

As oliveiras em causa estão localizadas nos terrenos da feira semanal, do antigo jardim de infância da vila, no largo de Santa Ana próximo do campo de futebol, rotunda de D. Sancho, da Rua das Escolas, do antigo ciclo preparatório e também junto à Estação de tratamento de águas residuais de Gôje.

Segundo Francisco Carvalho, a autarquia penalvense “não tem meios nem pessoal vocacionado para fazer a apanha das azeitonas” daí ter dado a possibilidade aos munícipes de aproveitarem “a baixo custo” o produto e depois “fazerem negócio com a venda do azeite”.

Depois da apanha da azeitona por parte do comprador, o município de Penalva do Castelo procede à poda das oliveiras.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT