A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Famílias carenciadas de Penalva do Castelo com novo teto em abril

Edição de 29 de março de 2019
30-03-2019
 

O município penalvense recebeu seis candidaturas para atribuição de cinco casas sociais. O presidente da Câmara disse ao Jornal do Centro que “há sempre muito mais interessados” só que não apresentam candidaturas por saberem que não são abrangidos pelos critérios. Critérios de seleção que se basearam no rendimento mensal, na valoração da constituição do agregado familiar e na avaliação do alojamento ocupado pela respetiva família.

Trata-se de imóveis, localizados no bairro de habitação social da Lameira, que segundo Francisco Carvalho estavam atribuídas a outras famílias que entretanto “foram para o estrangeiro”, deixando as casas vazias e outras habitadas por idosos que acabaram por “entrar em lares”. Os novos inquilinos, entre os quais estão sete crianças, vão pagar rendas mensais que variam entre “os cinco e os oito euros”. Para além das rendas “baixas”, o município disponibiliza também equipamentos para as cozinhas e diversas mobílias mediante as necessidades das famílias.

Concelho com carências

Sendo Penalva do Castelo um concelho da região do interior, o presidente da Câmara Municipal reconhece necessidades “por falta de emprego ou até mesmo por azares que tenham na vida”.

Para além das cinco habitações sociais, a autarquia penalvense é ainda proprietária de um apartamento social reservado para qualquer situação urgente que surja no concelho. A pensar no bem-estar das famílias carenciadas, a Câmara também tem adquirido, nas aldeias, habitações desabitadas que depois são atribuídas às famílias desfavorecidas. “Estamos atentos a casas nas freguesias, que não sejam de valor elevado, fazemos uma reparação e vamos colocando-as ao serviço da população”, explica.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT