A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Abaixo-assinado para reivindicar ligação da Ponte da Ermida à A24 e A4

Edição de 15 de fevereiro de 2019
17-02-2019
 

A Associação Empresarial de Resende (AER) avançou com uma petição para pedir ao governo a construção de uma ligação de acesso a uma das autoestradas: A4 ou A24, através da Ponte da Ermida.

Segundo os subscritores, “a existência de uma ligação rodoviária rápida de Resende a uma autoestrada poderia permitir a criação de empresas, apoiando as já instaladas e ajudando também à fixação da população, contribuindo assim para o desenvolvimento socioeconómico do concelho e da região”.

Joaquim da Conceição Sousa e Anabela Ribeiro de Oliveira, respetivamente presidente e vice-presidente da Associação, sustentam que Resende tem “os rácios económicos mais nefastos da comunidade, a pior taxa de criação de empresas da região, um dos piores índices de poder de compra per capita, inúmeras dificuldades em fazer entrar e sair produtos de Resende e custos adicionais na produção e na distribuição de bens e serviços, o que reduz a competitividade empresarial e consequentemente a atratividade de investimentos para o concelho”. Realçam ainda que “não existem acessos rápidos e diretos a Viseu, que é a capital de distrito, nem à região do Tâmega e Sousa no qual se localiza o Hospital Padre Américo, que é o centro hospitalar de referência da população de Resende”.

“Temos como objetivo conseguir mais de quatro mil assinaturas para esta reivindicação ser consequente”, sublinha Anabela Ribeiro de Oliveira, anunciando que vão ser feitas campanhas de ruas pelos concelhos de Resende, Baião e Cinfães.

Resende é o concelho que mais população tem perdido nos últimos cinco anos na Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, que engloba ainda os concelhos de Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canavezes, Paços de Ferreira e Penafiel.

A ligação da Ponte de Ermida às principais vias de acesso é também reivindicada pelos respetivos autarcas de Resende e Baião que dizem tratar-se de um investimento urgente e prioritário. Apesar de chegar a ser objeto de concurso público em 2009, a ligação à Ermida nunca chegou a arrancar, mantendo-se as dificuldades de ligação entre Baião e a Ponte da Ermida, infraestrutura que foi concebida e dimensionada para ser um eixo viário que ligasse a autoestrada A4, em Penafiel, à A24, em Lamego, passando por Marco de Canaveses, Baião e Resende.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT