A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Parque Verde de S.C. Dão avança com requalificação da Ribeira das Hortas

Edição de 8 de março de 2019
09-03-2019
 

A Ribeira das Hortas, o principal curso de água que atravessa a zona histórica de Santa Comba Dão, vai servir de espinha dorsal ao Parque Verde que o município pretende construir.

A autarquia já deu início aos primeiros contactos com proprietários desta zona para tentar adquirir terrenos ao longo das margens para finalmente dar corpo ao ambicionado parque que vai ter um conjunto de equipamentos de lazer e diversão infantil, mas também para adultos.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, Leonel Gouveia, o potencial da Ribeira das Hortas é enorme e vai permitir criar um novo percurso pedestre desde as suas margens até à aldeia do Couto do Mosteiro, numa extensão de dois quilómetros.

Neste momento, os Serviços Municipalizados de Obras iniciaram uma operação de limpeza do leito deste curso de água ao longo das suas margens a montante do espaço da Feira Semanal de Santa Comba Dão até à povoação de Casal Bom, numa extensão de quase quatro quilómetros.

Também os “Passadiços da Ribeira das Hortas”, em madeira, entre o Largo do Município e os Aldrogãos, vão ser prolongados na zona da antiga Central Elétrica, passando pelo Lagar de Azeite e pelos moinhos ali localizados, criando mais uma área de lazer para os santacombadenses e turistas que visitam a cidade.

De acordo com a obra pensada para este curso de água da Ribeira das Hortas em termos de embelezamento, vai ser instalada um sistema de iluminação embutida nas paredes de granito e, ainda, iluminação exterior através de luminárias de tecnologia LED.

O projeto do Parque Verde poderá chegar a um investimento global de quase dois milhões de euros.

Integrado neste projeto, o Município de Santa Comba Dão acaba de iniciar os primeiros trabalhos de reabilitação e requalificação dos ecossistemas ribeirinhos, associados e onde também se incluem outros cursos de água do concelho. Trata-se de um trabalho extenso de limpeza de linhas de água concelhias, em mau estado e muitas delas afetadas pelos incêndios de outubro de 2017.

Em termos de investimento, a recuperação dos ecossistemas ribeirinhos poderá chegar a um montante de 105 mil euros, atribuído pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) ao Município de Santa Comba Dão, no âmbito de um protocolo de colaboração estabelecido entre as duas entidades.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT