A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Problemas das ETARs conhecidos "há vários anos" em S.C. Dão

Edição de 26 de abril de 2019
28-04-2019
 

A Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) das Fontainhas, a norte da cidade de Santa Comba Dão, e a dos Prados, na freguesia de S. João de Areias, apresentam sinais de não estarem a cumprir com os parâmetros determinados pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

A autarquia já reconheceu “tratar-se de um problema que se arrasta há vários anos e que se tem vindo a agravar” e que foi denunciado às autoridades competentes. Mas, até hoje, nada foi feito para resolver o problema, conforme relatam moradores que vivem nas proximidades das duas ETARS em causa.

Algumas das denúncias chegaram também à Comissão Coordenadora Distrital de Viseu do Bloco de Esquerda que acusa “as entidades responsáveis de não terem prestado a devida atenção a estas situações”.

O principal problema está identificado por técnicos do ambiente que apontam o dedo a descargas poluentes num curso de água que desagua diretamente no Rio Dão.

Nos dois casos identificados tem existido um comportamento “desleixado e de incúria” por parte das autoridades municipais no sentido de resolver o problema e evitar danos maiores relativos à saúde pública da população, já que ambas as ribeiras atravessam terrenos agrícolas na sua maioria cultivados, alertam os bloquistas.

Município vai investir mais de 1,6 milhões de euros

A ETAR das Fontainhas, que foi construída provisoriamente, vai ser substituída por uma nova estação elevatória que vai custar ao município 25 mil euros, informou o presidente da Câmara Municipal.

Leonel Gouveia adiantou ainda que, numa segunda fase, vai construir uma nova ETAR de maiores dimensões e com capacidade suficiente para tratar os efluentes de toda a cidade de Santa Comba Dão.

O autarca referiu também que as candidaturas conjuntas envolvendo os Municípios de Carregal do Sal, Tábua e Tondela já avançaram para concretizar estes projetos ambientais. Sobre a ETAR dos Prados, apesar de ter sido construída sem o equipamento necessário, tendo em falta dois motores que serviriam para ajudar a tratar os efluentes, o autarca anunciou que vai também ser reabilitada no segundo trimestre deste ano.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT