A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

S. J. Pesqueira: PSD acusa Câmara de despedir funcionários por “perseguição política”

Edição de 11 de maio de 2018
11-05-2018
 

O PSD de S. João da Pesqueira acusa o executivo municipal de “perseguição política”.

O presidente da Comissão Política e vereador sem pelouro, Jorge Rocha, afirma que “estão a ser despedidos colaboradores do município, mimetizados na forma de cessação de funções”. Em comunicado, os sociais-democratas (que já estiveram no poder municipal) dizem que está a acontecer “o maior saneamento político de que há memória”. Jorge Rocha sustenta ainda que “os funcionários apenas foram despedidos por terem participado na campanha eleitoral ao lado da candidatura do Partido Social Democrata”.

Em resposta, o presidente do município, Manuel Cordeiro (independente eleito pelo Partido Nossa Terra), explica que “existem de facto contratos de prestação de serviço com termo, uns que se renovam outros que não”.

O líder do PNT, que assumiu a presidência depois dos resultados das últimas autárquicas, recorda ainda que foi pedida uma auditoria às contas e que o próprio relatório aponta para “funcionários a mais”. “O município tem tido também uma preocupação social”, afirma o autarca. Quanto à acusação do PSD, Manuel Cordeiro diz apenas que “o senhor vereador da oposição revela que nada percebe de gestão pública, muito menos de gestão de pessoal”. “Despedimentos não houve nenhum”, remata.

O Jornal do Centro tentou contactar alguns “dos despedidos” que preferiram não comentar a situação.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT