A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Comida biológica servida nas cantinas escolares de S. Pedro do Sul

Edição de 15 de fevereiro de 2019
17-02-2019
 

As crianças que frequentam as escolas do 1º ciclo do ensino básico e os jardins de infância em S. Pedro do Sul vão comer pelo menos uma vez por mês, nas cantinas escolares, refeições com produtos biológicos. Os alimentos que são produzidos sem adubos e ou fertilizantes estão a ser servidos aos alunos do concelho pela Câmara Municipal no âmbito da candidatura apresentada à Rede Europeia de Bio Regiões.

As ementas biológicas entraram em vigor na última quarta-feira (13 de fevereiro), no âmbito da estratégia definida pelo município, em parceria com os agricultores locais, associações, produtores turísticos ou mesmo cidadãos que reclamam “uma gestão sustentável dos recursos, com base em modelos de produção biológicos e sobretudo com o respeito pela valorização e preservação dos recursos locais”.

“A Câmara suporta o custo adicional para termos essa ementas biológicas por forma a que as nossas crianças e também os seus pais possam estar familiarizados com essa realidade e possam ter uma alimentação e uma nutrição mais adequadas, com alimentos biológicos e acima de tudo para que estejam sensibilizados para esta nova realidade e para a necessidade de serem consumidos cada vez mais produtos biológicos, que são da responsabilidade de produtores do concelho”, explica o vice-presidente da autarquia sampedrense, Pedro Mouro, acrescentando que esta medida ajuda na saúde, mas também o meio ambiente e a paisagem concelhia.

As ementas bio vão ser sempre uma “surpresa” para os alunos. A única garantida é que a comida (sopa, prato principal e fruta) será à base de produtos da terra.

IPSS e restaurantes também envolvidos

Para além dos estabelecimentos escolares, também as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) estão a aderir ao projeto Bio Regiões. O município encontra-se a sensibilizar e a ajudar as organizações que atuam no setor social a adquirir os produtos juntos dos agricultores locais. “A ideia é que as IPSS comecem a consumir mais produtos locais e comecem a introduzir ementas biológicas”, adianta Pedro Mouro.

Também as unidades hoteleiras, de alojamento local e os restaurantes estão envolvidos. Em alguns espaços de alojamento até já existem refeições bio, estando a tentar-se aprofundar o assunto. “Estamos a sensibilizar os nossos restaurantes para que comecem a ter um dia por semana ou na sua carta ementas biológicas que podem começar pelo vinho, passando pela fruta, até ao prato principal”, sublinha o autarca, reforçando que o concelho consegue facultar todos os produtos que são necessários nos menus.

Mais ações

A aposta no biológico não se fica por aqui. Nas Termas de S. Pedro do Sul, que são frequentadas todos os anos por milhares de pessoas, será criado um ponto de venda de produtos hortícolas e frutas biológicas para que os visitantes e aquistas “possam ter mais facilmente acesso aos produtos”.

Em alguns percursos pedestres promovidos pela autarquia serão também acrescentadas visitas às explorações que se dedicam ao modo biológico, com os pedestrianistas a ter a oportunidade de “contactar diretamente com a produção e com os agricultores”.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT