A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

S. Pedro do Sul: Vendas de cosméticos originam críticas da oposição

Edição de 7 de setembro de 2018
09-09-2018
 

A administração da Termalistur, empresa municipal que gere as termas do concelho de S. Pedro do Sul, continua “debaixo de fogo” da oposição PSD na Câmara Municipal. Os sociais-democratas questionam agora as declarações do presidente da Termalistur, Vítor Leal, que ao Jornal do Centro defendeu que os números das vendas dos produtos Aqva, criados a partir das propriedades das águas da estância termal, “são francamente positivos”, indo ao encontro “daquilo que foi o plano traçado” para os dermocosméticos.

Segundo dados avançados pelo responsável, a 25 de agosto, desde que foram lançados, em 2014, já foram vendidos mais de 55 mil produtos, gerando um volume de faturação na ordem dos 532 mil euros. Números e afirmações que surpreendem os vereadores do PSD. “No relatório referente ao primeiro semestre de 2018, o Revisor Oficial de Contas (ROC) da Termalistur afirma que se verifica «uma tendência para a estagnação das vendas dos produtos de dermocosmética e ainda uma diminuição da prestação de serviços» e que se constata «uma diminuição da atividade em cerca de 93.000 euros», salientam os sociais-democratas em comunicado, acrescentando que o ROC conclui que «a atividade da entidade continua a persistir na obtenção de desempenho deficitário».

Os vereadores do PSD dizem que gostariam que “a verdade dos factos estivesse do lado” de Vítor Leal para o bem de todos, “para o emprego do concelho, para a empresa municipal, para os hoteleiros, para os comerciantes, etc. No entanto, depois de resultados negativos atrás de resultados negativos, de atos de gestão questionáveis, como o aumento sucessivo das despesas de pessoal em alturas de quebra na procura, se tivéssemos de apostar em quem diz a verdade apostávamos no ROC pois os números não mentem”, defendem.

O Jornal do Centro contactou o presidente da Termalistur para obter uma reação a mais estas críticas, mas Vítor Leal escusou-se a fazer qualquer comentário. O executivo municipal liderado por Vítor Figueiredo (PS) também preferiu não tecer qualquer tipo de declaração. 





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT