A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

ETAR do Cigarral chumbada duas vezes pela Agência Portuguesa do Ambiente

Edição de 1 de fevereiro de 2019
02-02-2019
 

A Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) do Cigarral, na povoação de Pedrosas, no concelho de Sátão, continua a não reunir condições de funcionamento de acordo com os relatório da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e da Administração das Regiões Hidrográficas (ARH), após duas ações de fiscalização.

A autarquia anunciou que já foram aplicadas “medidas corretivas” para melhorar o funcionamento da infraestrutura e que os novos resultados do autocontrolo apontam para “uma melhoria das suas funções, já dentro dos valores limite de emissão legislados”.

A APA informou, entretanto, que irá continuar a acompanhar a evolução da situação para verificação das condições de emissão de nova licença, o que ainda não aconteceu.

A emissão de um novo “Título de Utilização dos Recursos Hídricos” só acontecerá depois de estarem reunidas todas as condições e quando se verificar uma “consolidação dos resultados” das análises a efetuar brevemente.

Os problema da ETAR do Cigarral já são antigos. De acordo com o Gabinete do Ministro do Ambiente, em 2018 foram efetuadas duas ações de fiscalização.

A primeira aconteceu em março e resultou na notificação à Câmara Municipal de Sátão para que fossem implementadas medidas corretivas. Já a segunda realizou-se em outubro último (2018), tendo como resultado final a emissão de um “auto de notícia” por incumprimento das obrigações impostas na notificação e cujo procedimento jurídico se encontra, neste momento, “em fase de instrução”. 





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT