A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Cinco livros sobre castanhas vão ser editados em Sernancelhe

Edição de 1 de março de 2019
03-03-2019
 

A Confraria da Castanha dos Soutos da Lapa, sediada em Sernancelhe, conta editar até ao final do mês de março cinco livros dedicados à castanha, um fruto que desempenha um importante papel na economia do concelho do norte do distrito.

“Castanha a celebração da Natureza” é o título dado à coleção de cinco obras que pretende “dar a conhecer, através de pequenos livros, de fácil leitura e visualmente atrativos, a castanha e toda a cultura que lhe está associada”. Este era um projeto antigo da Confraria e que agora vê a luz do dia.

Segundo o Confrade-mor da instituição, Alberto Correia, até final de março, deverão ser conhecidos os cinco livros essenciais à compreensão do “ritual” da celebração da castanha nas terras de Aquilino: a Confraria, as queijadas, os ouriços de castanha, as Cavacas de Freixinho e os Fálgaros da Tabosa.

O primeiro livro da coleção já foi editado, estando disponíveis 300 exemplares. Esta primeira obra “conta com um poema de José de Campos que, de forma muito original, descreve e homenageia a castanha dos dez concelhos dos Soutos da Lapa”. O título incluiu ainda outros elementos gráficos como o traje confrádico, com a capa, o chapéu de senhora e de homem, a insígnia e o “maço” de entronização. “Nas vinte páginas do livro há ainda imagens de alguns dos mais emblemáticos castanheiros desta região, de soutos de Sernancelhe e um prato de queijadas de castanha, uma marca que a Confraria criou, numa parceria com o Restaurante Flora, de Sernancelhe”, salienta a Câmara Municipal.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT