A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Peregrinação de setembro à Senhora da Lapa será sempre à escala mundial

Edição de 21 de setembro de 2018
24-09-2018
 

A decisão está tomada. A partir de agora a terceira peregrinação anual ao Santuário da Lapa, em Sernancelhe, que ocorre no terceiro domingo de setembro vai passar a ser de cariz mundial. O primeiro “ensaio” aconteceu no último domingo (16 de setembro), na romaria que assinalou os 520 anos do templo religioso e onde participaram representantes de seis locais que preservam o culto à imagem que apareceu à pastora Joana. Uma das comitivas que marcou presença veio diretamente de Cubatão, no estado brasileiro de S. Paulo.

Segundo o Santuário que fica localizado em Sernancelhe, existem mais de 60 lugares em todo o mundo onde existem igrejas, capelas ou oratórios dedicados a Nossa Senhora da Lapa, num culto que foi espalhado pelos portugueses por todo o globo na altura dos descobrimentos.

"[Nesta primeira edição da peregrinação à escala global] vieram meia dúzia de representantes, um deles do Brasil. Já foi um bom começo. Não estávamos a imaginar que viessem todos e agora vamos continuar [a promover esta iniciativa] para ver o que dá a experiência. Penso que algumas [comitivas] virão sempre e vem quem quiser associar-se”, referiu ao Jornal do Centro o padre José Alves Amorim, reitor do espaço religioso.

O sacerdote queria que a decisão fosse tomada pelos representantes que marcaram presença na Lapa no passado domingo, mas por falta de tempo não foi possível ouvir as suas opiniões das diversas delegações, pelo que foi o próprio santuário a optar por dedicar sempre a peregrinação de setembro a todas as Senhoras das Lapa existentes no mundo.

Esta romaria à escala global vem substituir a que até agora era dedicada às gentes do Minho. Os crentes do norte do país continuam a “rumar” até à Lapa, mas agora de forma desfasada nos meses de setembro e outubro, muitos até em viatura própria e não em autocarros como antigamente.

O culto à Virgem de Sernancelhe surgiu há 520 anos. Durante mais de quatro séculos foi o principal santuário mariano e local de adoração a Nossa Senhora em Portugal. Com o aparecimento de Fátima, a Lapa foi perdendo importância e peregrinos. Hoje, segundo espaço religioso, são mais os turistas do que os crentes a visitar o templo e que vão à procura da gruta onde só passa quem não tem pecados.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT