A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Ministério Público acusa antigo vereador da Câmara de Tondela pelo abate de tília

Edição de 22 de março de 2019
22-03-2019
 

O caso do abate de uma tília centenária em Tondela pode ir parar a tribunal. O Ministério Público investigou e foi deduzida acusação contra um empresário local que já exerceu funções políticas como vereador.

O abate foi denunciado pela União de Freguesias de Tondela/Nandufe que considerou estar-se perante um caso “muito estranho” e que alegadamente “escapou” à vigilância das autoridades municipais. Segundo a denúncia, o abate aconteceu à luz do dia e “à vista de toda a gente”. “Só não viu quem não quis”, disse o presidente da União de Freguesias de Tondela/Nandufe.

A tília embelezava a Praceta dos Artistas, numa área considerada “nobre” do Centro Histórico da cidade de Tondela. O abate “não deixou de causar um certo embaraço à Câmara Municipal de Tondela e algumas críticas por parte de habitantes da cidade que condenam aquilo que consideraram ser “um ataque sem critério e sem qualquer tipo de justificação em termos paisagísticos e ambientais” num espaço público, cuja manutenção sempre foi assegurada pela autarquia.

Dezenas de cidadãos locais ainda questionam “como é que foi possível cometer um atentado destes em plena luz do dia”, considerando tratar-se de “um ato inaceitável, ilegal e prepotente por parte de um privado, sem qualquer escrúpulo e respeito pelo património”. As críticas levaram, então, a que a União de Freguesias de Tondela/Nandufe questionasse o Município se sabia o que se tinha passado e se tinha sido concedida autorização para o abate. Há um ano, o Município de Tondela em resposta dada à União de Freguesias de Tondela Nandufe garantiu “desconhecer o abate, ou de ter concedido qualquer autorização”.

Em declarações ao Jornal do Centro, presidente da União de Freguesias, Tondela/Nandufe, Francisco Coutinho, contou que “a Câmara Municipal chegou a colocar em dúvida a verdadeira localização da tília centenária”, tendo questionado se havia certezas de que a referida árvore estava, ou não, plantada num espaço público, “quando sempre se soube que todos os anos têm sido os funcionários da Câmara de Tondela a fazer a referida poda e manutenção desta centenária árvore ali localizada”.

Segundo fonte da autarquia de Tondela, a Praceta dos Artistas tinha sido requalificada recentemente pela Município de Tondela que mandou empedrar toda aquela área de fruição pedonal, no âmbito das obras de requalificação urbana no centro da cidade.

Muitos populares de idade avançada frequentadores da Praceta dos Artistas contam que esta tília, em tempos, foi alvo de um outro episódio não menos insólito e que nunca ninguém esqueceu, quando um falecido proprietário e morador no local tentou apoderar-se daquele espaço como se fosse seu. “Chegou mesmo a colocar uma vedação com correntes a cadeado em torno da referida árvore, sendo obrigado pelo Município a retirar tudo, precisamente, por se tratar de um espaço público”, lembram.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT