A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Há uma "casa de infância" onde as crianças podem ser... crianças

Edição de 10 de maio de 2019
12-05-2019
 

Completou recentemente dois anos e é o único espaço em todo o distrito onde pais e filhos podem beneficiar dos ensinamentos da pedagogia Waldorf. A Casa Ser Natureza é um espaço diferenciador, com muita luz natural, para crianças desde a primeira infância e para as suas famílias e está inserida num contexto rural.

Na aldeia de Travassós de Baixo, bem perto da floresta, em Viseu, as crianças podem vivenciar, através de atividades rítmicas, canções, jogos de roda e muitos materiais naturais, atividades em contato com a Natureza.

Segundo a fundadora Filipa Antunes, a ideia surgiu do sonho de “criar um lugar onde as crianças possam ser e viver como crianças, viver de acordo com a sua essência, onde a liberdade e a individualidade sejam respeitadas e nutridas”. Um lugar onde o brincar livre e o contacto com a Natureza e o respeito pela mesma, faz parte do crescimento das crianças, “porque a brincar também se aprende e há tantas formas criativas de ensinar”. A professora explica que depois de uma década de trabalho com crianças, em várias instituições escolares, decidiu lutar pela “mudança que quero ver neste mundo”.

Para Filipa Antunes, a pedagogia Waldorf engloba tudo aquilo que defende ser funda mental para aprender: as expressões artísticas, o movimento, o contacto com a natureza e o olhar individual sobre a criança em todas as partes que a definem e por isso decidiu especializar-se nessa área.

Em relação a dificuldades encontradas diz que “tudo o que é diferente traz obstáculos, nomeadamente a falta de informação sobre os benefícios da pedagogia”. Outra problema encontrado foi “a falta de consciência de que a criança realmente precisa para se desenvolver e crescer feliz, tornando-se num ser humano capaz de tomar decisões sobre o propósito da sua vida”.

A dinamizadora do projeto diz que “ainda há um longo caminho a percorrer”, mas acredita que hajam mais pais, professores e educadores cada vez mais informados e dispostos a mudar algo no contexto em que estão inseridos.

A pedadoga diz que os pais dos meninos deste percurso estão muito contentes com o desenvolvimento da autonomia dos seus filhos e satisfeitos pela expressão de felicidade que os miúdos têm quando chegam ao espaço e dizem adeus aos pais sem qualquer choro ou birras.

Quando questionada sobre a exposição das crianças às novas tecnologias, explica que na Pedagogia Waldorf as crianças, pelo menos numa fase precoce, estão “longe delas”.

“Nessa fase as crianças têm muito ainda para desenvolver através do corpo e das vivências com o mundo que as rodeia e só quando essa maturidade é atingida que começam a ter contacto com as mesmas”. E conclui que os próprios "gurus" da tecnologia escolhem escolas para os seus filhos que apostam mais na criatividade, na vivência com o mundo real, que desenvolvem a curiosidade, espírito crítico, tomada de decisões e melhoria da concentração.

Há sempre coisas diferentes para fazer na Casa Ser Natureza

Diariamente, há atelier de sociabilização e intervenções pedagógicas. Segunda é o dia das artes, na terça pratica-se yoga, quarta é dia de por as mãos na massa e fazer pão ou bolachas. As expressões corporais, musicais e motora preenchem as manhãs de quinta e na sexta fazem-se explorações no exterior adequadas a estação do ano. As tardes são ocupadas com playgrupos Waldorf para crianças dos 2 aos 6 anos.

Existem várias modalidades de funcionamento e com horário flexível, consoante a necessidade dos pais e das crianças. Aos fins de semana os pais podem participar de workshops e dos playgrupos com as crianças para conhecerem melhor a pedagogia adotada.

Também se faz na Casa Ser Natureza, aulas de Yoga para bébés e crianças e também adultos e grávidas, aulas de Hatha Yoga, sessões de Yoga dinâmico, meditação e massagem Ayurvédica e workshops de parentalidade consciente, culinária vegetariana e artes manuais.

Porquê a pedagogia Waldorf na Casa Ser Natureza?

No que toca à pedagogias há uma grande variedade de abordagens, Filipa Antunes explica porque escolheu a Waldorf. As atividades são feitas em conjunto e cabe ao educador ser o exemplo ao invés de orientar a criança para a realização de atividades. Não se antecipam etapas, deixa-se as crianças serem crianças respeitando o seu ritmo. Como é privilegiado o contato com a natureza, uma vez que o processo educativo segue os ritmos da natureza, esta assume-se como parte integrante do quotidiano das crianças.

Mas afinal o que é a pedagogia Waldorf?

A Pedagogia Waldorf é uma abordagem pedagógica baseada na filosofia de educação do artista, filósofo e cientista austríaco Rudolf Steiner, fundador da Antroposofia.

O foco deste método pedagógico é o autoconhecimento e o conhecimento da natureza. A forma de conhecer e aprender acontece por meio da vivência, e não apenas por informações e conteúdo.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT