A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Urbanismo da Câmara de Viseu de novo "debaixo de fogo"

Edição de 19 de julho de 2019
20-07-2019
 

Continuam as queixas em relação ao mau funcionamento e à demora na análises dos processos que chegam ao departamento de urbanismo da Câmara Municipal de Viseu. Um munícipe queixa-se de ter esperado três meses por uma resposta que acabou por receber negativa por parte dos serviços.

“O calvário” de João Ferreira começou em março deste ano quando apresentou o pedido de autorização de utilização de um barracão em Vildemoinhos, na União de Freguesias de Repeses e S. Salvador. O processo deu entrada nos serviços de atendimento do município e foi parar às mãos de José Coelho, também presidente da Junta, que recentemente tinha sido promovido dentro da Câmara, num caso contestado por alguns funcionários e vereadores da oposição.

Farto de esperar por uma resposta, João Ferreira acabou por apresentar uma reclamação ao presidente da Câmara, onde veio a descobrir que o seu processo tinha “andado perdido”, o que motivou um novo protesto do munícipe devido à “gritante incompetência e negligência” dos serviços.

João Ferreira lamenta ter recebido três meses mais tarde como resposta do município o indeferimento do pedido por falta de legitimidade para intervir neste caso, o que motivou a sua indignação e revolta porque grande parte dos documentos que tinha entregue já tinha perdido validade. “Não me conformo com este tipo de serviços públicos, terceiro mundistas”, afirma o munícipe.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT