A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Escola de Vouzela oferece cantis para reduzir desperdício de garrafas

Edição de 4 de outubro de 2019
05-10-2019
 

É uma medida, ainda que pequena, que pretende ajudar a salvar o planeta. O Agrupamento de Escolas de Vouzela ofereceu aos alunos do 2º ciclo (5 e 6º anos de escolaridade) e aos professores e funcionários da instituição cantis metálicos, para tentar reduzir o consumo de plástico por parte da comunidade educativa. Os cantis foram entregues no arranque do ano escolar. Ao todo foram oferecidos 150 objetos. A ideia é que os alunos e o pessoal docente e não docente encham em casa, ou mesmo na escola, o cantil com água da torneira, poupando assim centenas de garrafas por dia.

“De modo a evitar-se o gasto exagerado de garrafas plásticas compradas no buffet ou trazidas de casa este ano a direção achou por bem, e no âmbito do projeto eco-escolas que há alguns anos vimos desenvolvendo, oferecer a cada aluno do 2º ciclo um cantil em inox, com o logótipo do agrupamento e que depois tem um espaço onde os alunos com uma caneta de acetato escrevem o seu nome para ser identificável”, explica Raquel Ferreira, a diretora do estabelecimento de ensino.

Os cantis têm uma presilha e os estudantes podem prendê-lo nos casacos, calças ou mesmo na mochila para não o perderem. O investimento da escola rondou os 500 euros, mas o agrupamento conta poupar muito mais, mas no meio ambiente.

“Entregámos os cantis nas aulas de cidadania e ciências. Para nós é importante os alunos serem consciencializados deste cuidado a ter para com o planeta. É importante que eles percebam que todos os dias temos que tocar nesta tecla. Esta poderá ser também uma oportunidade para os alunos levaram esta preocupação, esta responsabilização para casa, para a família e amigos”, realça Raquel Ferreira.

“Como é de pequenino que se torce o pepino”, a instituição de ensino aposta nos mais novos para levarem a mensagem para casa. E eles também já mudaram de comportamentos. Segundo a dirigente escolar, os estudantes logo depois de receberem os cantis começaram logo a usá-lo. Raquel Ferreira conta ainda que esta semana um aluno perdeu o dele e desatou “a chorar e a dizer que o tinha perdido, mas depois como ele estava identificado” foi rapidamente encontrado.

Alargamento em breve

A medida está a ter efeitos e em breve será alargada aos restantes níveis de ensino, isto é, às crianças que frequentam o pré-escolar e o 1º ciclo do ensino básico na área do agrupamento. Para isso, a escola já pediu a ajuda das juntas de freguesia, que se comprometeram a adquirir os cantis para facultar aos alunos que faltam e que são cerca de 250.

“As juntas aderiram muito bem a esta iniciativa o que nos apraz registar. As freguesias já estão a providenciar a aquisição dos cantis para oferecer aos alunos. Eles devem recebê-los em breve”, revela Raquel Ferreira.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT