Geral

30 de 03 de 2021, 16:04

Diário

Politécnico cria plataforma para o ensino à distância

Plataforma visa ajudar alunos com necessidades especiais e estudantes internacionais e de cursos não-presenciais

O Instituto Politécnico de Viseu (IPV) criou uma plataforma integrada de ensino à distância que vai permitir a lecionação da oferta formativa não-presencial da instituição para os alunos estrangeiros e com necessidades específicas.

O IPV viu aprovada a candidatura ao Sistema de Apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública. Em comunicado, o Politécnico diz que o projeto EaD@PV “vai permitir a disseminação da oferta formativa não presencial da instituição, e dinamizar e incrementar a adoção de cursos na modalidade de Ensino a Distância”.

Através desta iniciativa, “será possível operacionalizar recursos produzidos em acesso livre, dirigir-se a públicos específicos (estudantes nacionais e estrangeiros, estudantes com necessidades específicas, investigadores e organizações, públicas ou privadas, de diferentes âmbitos de atuação) com um conjunto amplo de materiais formativos e uniformizar os procedimentos necessários à sua disseminação com elevada qualidade”.

A plataforma pretende ainda melhorar os sistemas de gestão de aprendizagens e de conteúdos que o IPV disponibiliza aos agrupamentos de escolas básicas e secundárias e às entidades de formação de professores localizadas no distrito de Viseu, no âmbito da Rede Regional PEPER – Promoção do Ensino Profissional em Rede, também composta pelo Instituto Piaget e por mais 34 instituições de ensino.

Outro dos objetivos passa pelo reforço da internacionalização do IPV, sobretudo na oferta formativa criada em associação com instituições lusófonas de ensino superior.

A plataforma vai ainda permitir o apoio à distância a alunos com necessidades educativas específicas, tendo sido identificados 43 alunos com deficiência auditiva, doença crónica, deficiência motora, deficiência visual, paralisia cerebral, dislexia e incapacidade permanente que querem o ensino a distância.

A solução vai passar pela gravação áudio e vídeo de aulas com conteúdos das disciplinas dos cursos, pela criação de horários para esclarecimento de dúvidas, pelas aulas tutoriais em tempo real e pela formação para professores visando a interação destes com este alunos.