A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Emanuel: "A melhor música é aquela que nos dá prazer"

emanuel, ficton
 

A entrevista a Emanuel


14-09-2018
 
Emanuel, o cantor popular, fez uma retrospetiva do que o fez chegar aqui.
Desde Kant à necessidade de aproveitar a vida, até aos estudos de música que fez, Emanuel falou de uma carreira já longa a cantar pimba, com orgulho.
Está hoje na FICTON, em Tondela. 

Numa entrevista disse que a música é uma arte que comunica impressões e emoções através dos sons e não se deve classificar por ser popular, pimba, manel ou jazz. Incomoda-o o estatuto de cantor pimba ou nada o incomoda? 
Isso não me incomoda. O que me incomoda é a falta de discernimento de algumas pessoas, acho que não há necessidade nem faz sentido. Sabe, a melhor música é aquela que nos dá prazer e temos de crescer mentalmente para aceitar isto. Kant dizia, há mais de duzentos anos, que existem muitas verdades e muitas realidades. Às vezes a intenção de diminuir os outros com o seu género musical ou outro é uma espécie de afirmação intelectual. Creio que quem é intectual não sente necessidade de o afirmar. E na música muito menos. Eu se quiser dançar num baile de aldeia, eu não posso pôr lá jazz, porque ninguém vai ouvir ou dançar. Tal como se eu estiver num bar a tocar jazz, também não escolho a música da aldeia. Por isso eu digo que a melhor música é aquela que nos dá prazer e quando se fala da melhor música não falo de qualidade, isso é outra coisa. A música tem qualidade sempre que é bem feita. Sempre.

Contou numa entrevista que depois de ter trabalhado com Marco Paulo, estudou muito a música portuguesa, leu, ouviu, analisou os vários géneros musicais portugueses. Acha que as pessoas têm noção disso ou que, pelo simples facto de associarem o pimba a uma música menor, desconhecem esse seu lado de alguém que sabe música? 
Algumas pessoas desconhecem mas quem está no meio, ligados à televisão e à rádio, sabem que eu tenho formação musical, tenho muito orgulho na música popular que faço e que a sei explicar bem. A grande maior parte das pessoas tem a sua vida e não está aberta a perceber isto mas também não me preocupo muito com isso. Eu estudei para ser músico profissional, foi o que eu escolhi. Quando pesquisei, descobri coisas que desconhecia. Descobri por exemplo, que um dos intervalos mais característicos da nossa música popular é o sexto grau: o "la" é uma nota dissonante, que não se usa porque não soa ao ouvido. Mas é preciso ter humildade para ir à procura e conhecimento para chegar a essa conclusão. 

Como é que nasceu o êxito "Nós pimba"? 
Nasce desta pesquisa. Encontrei uma música chamada "rapaziada vamos dançar" que na época era dançado tipo marcha de Lisboa ou Dino Meira, nos bailaricos. Tornei essa música mais rápida e mais dinâmica melodicamente. Percebi igualmente que nas músicas populares as mulheres eram sempre desvalorizadas, o homem era sempre o herói. Eu desenvolvo um texto simples "rapazes da vida airada, oiçam bem com atenção, todos temos o dever de dar às nossas mulheres muito carinho e afeição.". E se elas querem um abraço ou um beijinho, nós damos. Mas "damos" não tem piada nenhuma. Pimba tem. Eu nasci em Trás os Montes e usávamos esse termo. "O Manel foi à taberna, pegou no copo e pimba, bebeu o copo de vinho". A virtude não estava no "pimba pimba" mas sim na dinâmica, na melodia, na novidade. A partir daí surgiram muitos artistas e muitas editoras a seguir o fenómeno que foram estas duas canções. 

Foi lançada uma biografia sobre si que tem o título "Nascemos para ser felizes". É só isso que importa, certo?
É. Nem sempre é fácil mas devemos tentar. Deixarmos de nos criticar uns aos outros, tentarmos ser pessoas melhores. Esse título do livro tem mesmo a ver com isto porque o ontem já lá vai, já foi. Estamos a fazer esta entrevista e quando estiver em Tondela, também isto já passou. O tempo passa, temos de aproveitar, a vida é boa mas temos de a saber saborear. E a música que faço tem muito a ver com isso.

 





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT