A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
 
        

Estudantina: "A nossa tuna sempre foi e será aberta a todos os alunos de Viseu"

Edição de 9 de março de 2018
13-03-2018
 

Nasceu a 10 de março de 2005 e está prestes a celebrar o seu 13º aniversário. Quase a atingir década e meia, a Estudantina Universitária de Viseu esteve à conversa com o Jornal do Centro para falar do passado, do presente, e também do futuro.

Porque criaram uma Tuna mista?
Este projeto surgiu em 2005 por um grupo de amigos e não por causa de uma instituição. Juntamos pessoas de outras tunas e tínhamos como objetivo abranger o setor masculino e feminino, algo que na altura não havia. É certo que não fomos os primeiros a incluir pessoas de ambos os sexos, existia a “Viriatuna”, mas apenas para alunos da Escola Superior de Saúde e também a “Piatuna”, que era também exclusiva do Instituto Piaget e eis que aparece a Estudantina Universitária de Viseu com o intuito de chegar a todos os estudantes da Academia.

Sem limitações?
Sem limitações, a nossa tuna sempre foi, e sempre será aberta a todos os alunos de Viseu.

Quais são os princípios desta tuna?
Cantar e divertir é fundamental em todas as Tunas. Nós pensamos na tuna como uma família. Primeiro divertimo-nos entre nós, e depois o público. Acontece que, a partir do momento que nos divertimos, toda a gente fica divertida também. É algo natural.

Muitos de vocês estudam, muitos trabalham. Como se faz esta divisão?
É uma rotina. Há que definir as prioridades. Nós sabemos que em dias selecionados temos ensaios e já não combinamos nada. Quando temos atuação também sabemos previamente e tentamos não combinar nada. Claro que nem todos conseguem, mas isso é natural. Nós somos um grupo de 30 elementos, mas nem sempre fazemos atuações com esses membros todos, ainda assim vamos conseguindo levar este projeto para a frente.

Falemos do vosso aniversário. Como será celebrado?
Qualquer atividade nossa é uma festa por isso no aniversário não poderíamos deixar de festejar. É tradição irmos à Sé, a sala da tuna, cantarmos a nossa música de aniversário e depois é festejar a noite toda, com antigos membros da Tuna, desde tunos fundadores, tunos honorários, e também amigos da tuna.

O que se espera para os próximos treze anos?
Uma coisa é certa. Aquilo que mantemos sempre é a amizade entre nós. Esta amizade já tem 13 anos e terá mais 13, mais 26 até.
A Estudantina tem uma porta aberta para todos que queiram estar cá, e que queiram fazer parte deste projeto. Nos próximos 13 anos garantimos que a porta estará aberta para os que estão e para os que virão. Nós este ano já fomos convidados para nove eventos para representar a tuna e também a cidade de Viseu. Já tivemos um convite para o Canadá e já gravámos um CD recentemente. Resumindo, no mundo das tunas mistas, nós estamos a evoluir e isso é fantástico. A nossa projeção é a partir daqui, tudo será incrível. Assim queremos que seja.





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT