05 dez
Viseu

Cultura

Guerra colonial e o Portugal profundo refletidos em livro apresentado este sábado

por Redação

24 de outubro de 2020, 07:00

Foto D.R.

CLIPS ÁUDIO

A guerra colonial e o impacto que o conflito entre o Estado Novo português e as milícias independentistas das colónias africanas gerou nas aldeias do profundo interior são os principais temas que marcam o livro "Soldados da Minha Terra", que será apresentado este sábado (24 de outubro).

O romance histórico foi escrito por Manuel Vaz, natural de Moimenta da Beira e especialista no campo da saúde que resolveu dar asas à imaginação e escrever este livro que tem como cenário a povoação de Beira Valente, na freguesia de Leomil.

O autor diz que, com este livro, quer reviver os tempos da guerra colonial, que começou em 1961 e terminou em 1974 com a revolução do 25 de abril, e reviver o "contexto gerado" pelo conflito nas aldeias do Portugal profundo.

"Esse contexto vivenciei na minha meninice e adolescência. Com ele, também pretendo prestar a devida homenagem a todos os militares que eu vi partir para África, alguns deles não regressando, ou, se regressando, carregando maleitas físicas ou psicológicas para o resto das suas vidas”, acrescenta. 

A apresentação está marcada para as 16h00 deste sábado, numa sessão que será digital face à pandemia da Covid-19.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts