A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Atualizado - Tondela perde (3-0) em Braga, mas continua fora da descida

Tondela, Braga, Primeira Liga
14-04-2019
 

O Tondela perdeu em Braga, por 3-0, na 29.ª jornada da I Liga de futebol.

Num triunfo facilitado pelo Tondela, Wilson Eduardo marcou logo no primeiro minuto, Cláudio Ramos introduziu ia bola na sua baliza aos 64 minutos e Fransérgio fechou as contas aos 90+6.

O Tondela, que vinha de vencer o Portimonense em casa (3-2), único triunfo dos últimos dois meses, tem agora apenas um ponto mais do que o 16.º classificado, o Nacional, primeira equipa abaixo da ‘linha de água’.

Pressionado pela vitória da véspera do Sporting na Vila das Aves (3-1), o Braga não podia ter começado melhor, abrindo o marcador logo no primeiro minuto, um golo que já é uma espécie de marca registada de Wilson Eduardo. Mais uma vez, o luso-angolano rematou de primeira, à meia-volta, ao segundo poste, após cruzamento da esquerda, neste caso de Murilo, e fez o seu 10.º golo no campeonato (13 em todas as competições).

O Tondela quase empatou logo a seguir com um remate de Delgado, após centro largo da direita, a sair ligeiramente ao lado, mas essa resposta seria uma exceção na pobre exibição dos visitantes na primeira parte.

 

Descontente com a fraca exibição da equipa, Pepa apostou em Sergio Peña (saiu Delgado) ainda antes do intervalo (36) e, no início da segunda parte, Marcelo Goiano lesionou-se numa disputa com Tomané e foi substituído por Esgaio pouco depois.

Os ‘arsenalistas’ chegaram ao segundo com felicidade: Paulinho rematou rasteiro, a bola bateu no poste e nas costas de Cláudio Ramos, que assim fez autogolo (64).

Já depois de desperdiçar algumas ocasiões para dilatar o resultado, Fransérgio fez o terceiro na última jogada do desafio após rápido contra-ataque conduzido por Paulinho (90+6).

Na próxima jornada o Tondela vai receber o Boavista que está na 12ª posição com mais quatro pontos. 

 

Declarações dos treinadores 

Pepa (treinador do Tondela): "Sentimos muito o primeiro golo e nada justifica isso, temos noção da escassez de pontos, de que há menos jogos, mas não podemos sentir tanto esse golo. Mérito do Braga. sabíamos que era uma das formas de eles chegarem, chegámos tarde ao cruzamento e depois houve uma boa finalização ao segundo poste.

Mas, com os descontos, havia 90 minutos para jogar, mas tornámo-nos uma equipa partida, a dar muito espaço entre linhas e algo precipitada.

Na segunda parte, entrámos melhor, com mais bola, não houve nenhuma oportunidade claríssima de golo, mas houve vários lances em que podiam ter sido criadas com mais critério e melhores últimos passes. Fomos precipitados e nervosos.

Penso sempre positivo, é sempre uma dor grande perder e quando sentimos que podíamos ter feito mais custa ainda mais, estávamos com uma esperança muito grande de conquistar os três pontos, mas há muito mérito do Braga, veio ao de cima o melhor Braga da época e não o melhor Tondela. Agora vamos arrumar este jogo e analisá-lo sempre com o pensamento positivo no próximo jogo (Boavista)".

 

Abel Ferreira (treinador do Sporting de Braga): 

Sabíamos que ia ser um jogo difícil, analisei o jogo deles com o Benfica e vimos as dificuldades que teve em entrar [na defesa do Tondela].

Gostei da nossa entrada forte, da nossa dinâmica e circulação rápida, criámos oportunidades para outro resultado. Não gostei dos erros não forçados que deram transições ao adversário e da quantidade de oportunidades desperdiçadas. No último terço temos que diminuir a velocidade para ter discernimento e maior precisão na decisão e no passe que faz a diferença.

 

 

 





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT